iG - Internet Group

iBest

brTurbo

NotíciasÚltimo Segundo

14/01 - 15:52hs

Tablet: que bicho é esse?
Computadores em forma de prancheta são uma das novas tendências da tecnologia pessoal

André Cardozo

Atualizada em 31/03/2011

Os tablets foram apresentados ao mundo no início de 2010 e, com o lançamento do iPad, ganharam força e prometem ser uma das principais tendências da tecnologia pessoal para os próximos anos.

Leia também:
Os tablets que devem disputar a atenção dos consumidores em 2011
Galeria de fotos: os novos rivais do iPad
Saiba tudo sobre o iPad 2

Mas afinal, o que é um tablet e o que você pode fazer com ele? Confira a seguir as respostas para essas e outras perguntas sobre tablets.

O que é um tablet?

Um tablet é um computador em forma de prancheta eletrônica, sem teclado e com tela sensível ao toque. Para ter uma idéia de como é um, basta pensar em um “iPhone gigante”, com tela entre 7 e 10 polegadas. Todos os tablets já vem com conexão Wi-Fi e alguns também usam conexão 3G.

Já posso comprar um tablet?

Sim. No Brasil há dois modelos distribuídos oficialmente, o Galaxy Tab, da Samsung e o iPad da Apple. Fora esses, há dezenas de modelos "genéricos" disponíveis em sites de comércio eletrônico. O número de tablets de grandes fabricantes disponíveis no Brasil deve aumentar nos próximos meses.

Qual o preço?

No Brasil, os preços começam na faixa de R$ 1.600. Nos Estados Unidos, o iPad mais barato custa US$ 500.

Quem fabrica?

Por enquanto, Apple, Samsung, Motorola, Dell e Asus são alguns dos nomes mais famosos. A HP terá seu tablet até junho de 2011.

O que posso fazer com um tablet?

O principal foco dos tablets está no acesso à internet. Navegação na web, e-mail e leitura e edição de documentos simples são algumas das principais atividades que podem ser feitas com eles. Além disso, é possível assistir a vídeos, ver fotos e ouvir músicas.

Devido a limitações de poder de processamento e interface, não é viável trabalhar com programas pesados, como o Photoshop ou abrir arquivos pesados de aplicativos como Word, Excel e PowerPoint.

Outro grande apelo dos tablets são os aplicativos. Esses programas permitem acessar notícias e redes sociais em uma interface mais confortável, entre outras tarefas. Há aplicativos para as mais diversas funções, desde simuladores de guitarra e bateria até programas para ensino de química e biologia. O iPad, da Apple, é o tablet que tem o maior número de aplicativos.

Quais os sistemas usados nos tablets?

No momento, são basicamente cinco. A aposta da Microsoft é o Windows 7, que está em alguns tablets da HP e da Asus voltados principalmente para uso em empresas. O segundo sistema é o Android, do Google, baseado em Linux. Ele está em tablets da Motorola, da Samsung e da Dell, entre outros fabricantes.

Além desses, há o iOS, usado no iPad, da Apple. O quarto concorrente de peso é o webOS. Ele será usado nos tablets da HP, que chegam ao mercado em junho de 2011.

A RIM, fabricante dos celulares BlackBerry, também tem um sistema próprio. Ele é usado no Playbook, tablet que chega aos Estados Unidos em abril de 2011.

Além desses, há muitas variações do sistema Linux criadas por cada fabricante.

Os tablets são similares aos e-readers (leitores de livros digitais)?

No tamanho, sim. Mas as semelhanças param por aí. As telas dos tablets são coloridas e sensíveis ao toque, enquanto as dos e-readers são monocromáticas e não respondem à pressão dos dedos. E-readers servem exclusivamente para ler jornais, livros e revistas, enquanto tablets possuem outras funções.


? Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Getty Images

Tablet criado pela Viliv, com chip Atom

Tablets na CES 2010 Veja alguns computadores em forma de prancheta demonstrados na feira

AMPLIAR

SETA ESQUERDA

SETA DIREITA

Tablet criado pela Viliv, com chip Atom

Tablet da Hanvon, com chip Atom e Windows 7.

Tablet da companhia asiática MSI, mostrado na CES 2010.

Tablet da ICD Ultra, com chip Tegra e sistema Android

Steve Ballmer, CEIO da Microsoft, mostra tablet da HP com Windows 7 na CES 2010

publicidade

Contador de notícias