iG - Internet Group

iBest

brTurbo

NotíciasÚltimo Segundo

06/08 - 18:22hs

Influência no Twitter não depende do número de seguidores, diz pesquisa da HP
Análise de 22 milhões de mensagens mostra que maior parte não é redistribuída na rede

Rafael Ferrer, iG São Paulo

Uma pesquisa feita pela HP Labs aponta que ser influente no Twitter não depende do número de seguidores do usuário. A empresa analisou 22 milhões de mensagens do Twitter e concluiu que a maioria delas não tem grande alcance.

Siga o iG Tecnologia no Twitter  Siga o iG Tecnologia no Twitter

O estudo realizado pela equipe do Social Computing Lab da HP, chefiada pelo pesquisador Bernardo Huberman, mostra que a métrica usada para identificar um usuário influente não é tão visível. O termômetro para saber se alguém é influente é notar quantas vezes, e por quantas pessoas, sua mensagem é reproduzida.

Para Huberman, o estudo mostra que a correlação entre popularidade e influência é fraca no Twitter. "São influentes os perfis que possuem muitas de suas mensagens propagadas pela rede. É paradoxal porque há internautas populares seguidos por muita gente, mas com pouca influência, e outros com menos seguidores e muita influência”.

O estudo da HP Labs também concluiu que há muita passividade nas redes sociais. Boa parte dos usuários apenas leem as mensagens, mas raramente as replicam. “Um internauta que escreve muitas mensagens não é um usuário influente, e sim um usuário muito ativo”, diz Huberman. O teor das mensagens não foi levado em consideração durante a pesquisa. O estudo pode ser usado para mostrar às empresas, governo e companhias sem fins lucrativos onde está concentrada sua audiência.


? Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias