400 estudantes enviarão propostas inspiradas nos objetivos das Nações Unidas e com base na tecnologia.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=tecnologia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597102013085&_c_=MiGComponente_C


Nova York - Nova York sediará a partir desta sexta-feira até o dia 13 de julho a final da Imagine Cup, olimpíadas tecnológicas que a Microsoft organiza há nove anos. Mais de 400 estudantes de todo o mundo enviarão propostas inspiradas nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) das Nações Unidas.

Siga o iG Tecnologia no Twitter Siga o iG Tecnologia no Twitter


Os ODM, estipulados em 2000, propõem alcançar em 2015 metas como erradicar a fome e a pobreza extrema, fomentar a igualdade de gênero e reduzir a mortalidade infantil. Outras metas como conseguir a escolarização primária universal, melhorar a saúde materna, combater o vírus do HIV e a aids e assegurar a sustentabilidade ambiental também estão em pauta.

Mais de 325 mil estudantes de todo o mundo se inscreveram nesta edição e 400 deles passaram para a final, dos quais dois projetos são espanhóis.

Uma equipe da Universidade de Castela-La Mancha defende o Software4life, uma proposta que procura levar água potável às áreas mais pobres do mundo a partir de doações através de redes sociais.

O outro projeto de estudantes da Universidade de Mondragón (Guipúzcoa) se chama Argitech, e propõe um sistema de iluminação inteligente para reduzir o consumo energético e incentivar um uso eficiente e mais sustentável dos recursos nas cidades.

Esta edição também conta com a presença de 17 equipes representando 10 países da América Latina: Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Peru, Porto Rico, Trinidad e Tobago, e Venezuela.

Após cinco dias de competição, as olimpíadas tecnológicas da Microsoft serão encerradas em 13 de julho com o anúncio dos vencedores e a cerimônia de entrega dos prêmios no Lincoln Center de Nova York.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.