A decisão é vista para atender outras fabricantes, como Huawei e ZTE

SEUL - A Samsung anunciou nesta terça-feira que planeja construir uma fábrica de chips de memória flash na China, com investimento de US$ 4 bilhões (R$ 7 bilhões), afirmando que o boom dos smartphones e dos tablets deve estimular o crescimento do mercado de chips de memória, cujo movimento anual é de US$ 22 bilhões (R$ 40 bilhões).

A fábrica, se aprovada, seria a segunda para a produção de chips que a Samsung cria no exterior, e reflete a crescente importância do mercado chinês. A Samsung, maior fabricante mundial de chips de memória e telas planas, também quer criar uma base de produção para telas planas na China.

A nova linha "nos permitirá atender à demanda rapidamente crescente de nossos clientes e ao mesmo tempo reforçar nossa competitividade geral no setor de memória", afirmou Jun Dong-soo, presidente das operações de memória da Samsung. A empresa disse que esperava ter a nova fábrica em operação em 2013.

O mercado mundial de chips de memória NAND deve crescer em 20% no ano que vem, para US$ 26 bilhões (R$ 46 bilhões), de acordo com a DRAMeXchange, que pesquisa o mercado de chips. "A China deve superar os Estados Unidos como maior mercado mundial de eletrônicos, dada a alta em seu nível de renda", disse Kim Young-chan, analista da Shinhan Investment.

A Samsung, cujos chips de memória flash são usados no iPhone e no iPad da Apple, anunciou que ainda não decidiu o local da fábrica ou o montante exato do investimento. Kim estimou que a Samsung investiria entre US$ 3,5 bilhões (R$ 6 bilhões) e 4 bilhões (R$ 7 bilhões) na nova fábrica.

A decisão é vista como esforço para atender a fabricantes chineses, a exemplo da Huawei e ZTE, que vêm elevando firmemente sua participação no mercado mundial de smartphones e tablets.

A memória flash armazena dados mesmo quando a energia está desligada, e é amplamente usada em aparelhos como smartphones, tablets, players digitais de mídia e aparelhos portáteis de memória USB. Também vem substituindo os discos rígidos como memória principal dos laptops, porque seu processo de acionamento é muito mais rápido.

Por Hyunjoo Jin (Reportagem adicional de Miyoung Kim)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.