Sculley saiu da Apple em 1994

Steve Jobs e John Sculley
Geek
Steve Jobs e John Sculley
Por Bianca Hayashi, da MAC+

Para o ex- CEO da Apple, John Sculley, somente uma pessoa poderia salvar a Apple da destruição nos anos 1990, e esta pessoa é Steve Jobs. Sculley fez o comentário na celebração de 30 anos do PC IBM , onde foi perguntado sobre a sua relação com a Apple e o atual diretor do conselho, Jobs.

“Não há dúvidas que ninguém além de Steve Jobs poderia ter trazido a Apple de volta à vida. Isso mostra que há uma linha tênua entre o sucesso e a ruína em tecnologia”, disse Sculley no evento.

Em 1983, Sculley foi escolhido por Steve para ser o CEO da Apple e tudo parecia ir bem na empresa. Segundo o Mac Observer , a dupla ganhou o apelido de “a dupla dinâmica” e eram descritos como “inseparáveis”. Sculley foi convencido por Jobs a sair da Pepsi, para “mudar o mundo ou continuar fazendo água adocicada para o resto da vida”.

Mas o relacionamento dos dois começou a desandar e, no final, a diretoria da Apple decidiu demitir Jobs em 1985. Sculley transformou a Apple em uma empresa de US$ 8 bilhões por ano (R$ 14 bilhões), mas ele também foi demitido em 1994 e outros problemas da Apple começaram a se manifestar.

A Apple só voltou a ser uma empresa lucrativa quando Jobs voltou, em 1996.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.