Modelo padrão do tablet continua proibido. Samsung pode apenas vender uma versão criada especificamente para a Alemanha

FRANKFURT, 31 Jan (Reuters) - A Samsung Electronics foi derrotada na tentativa de suspender a liminar que proíbe sua subsidiária alemã de vender o tablet Galaxy 10.1 na Alemanha, o que representa uma vitória judicial simbólica para a Apple em seu esforço para manter a liderança no mercado de tablets.

Galaxy Tab: centro da disputa entre Apple e Samsung na Alemanha
Divulgação
Galaxy Tab: centro da disputa entre Apple e Samsung na Alemanha
Um tribunal de recursos em Dusseldorf, Alemanha, decidiu na terça-feira que a Samsung não pode vender a versão mais antiga de seu tablet Galaxy na maior economia europeia.

A Apple está enfrentando diversos fabricantes rivais de celulares inteligentes e tablets na Justiça, em diversos países, com alegações de que teriam violado sua propriedade intelectual.

Sua batalha com a Samsung, cujos tablets usam o sistema operacional Android, do Google, vem sendo especialmente amarga. A linha Galaxy se tornou uma das maiores concorrentes dos produtos Apple.

A Apple alega que os celulares inteligentes e tablets Galaxy copiam "descaradamente" seu iPhone e iPad e abriu processos contra a companhia sul-coreana nos Estados Unidos, Austrália, Japão e Coreia do Sul, bem como na Europa.

Em setembro, a Apple obteve uma liminar que suspendia temporariamente a venda do Galaxy Tab 10.1 na maior parte dos mercados europeus; o tribunal considerou que o design do modelo era parecido demais com o iPad.

Depois, diversos países, entre os quais Holanda, Estados Unidos e Austrália, decidiram autorizar a venda do Galaxy Tab.

A Samsung, que é fornecedora da Apple além de ser sua concorrente, estava tentando reverter a decisão alemã, e também vem procurando outras maneiras de combater a Apple.

A companhia mudou o projeto do Galaxy Tab 10.1 apenas para o mercado alemão, e lançou o modelo Galaxy Tab 10.1N, com o objetivo de contornar a proibição.

A Apple contestou a nova versão, mas um tribunal alemão rejeitou seus argumentos em julgamento preliminar no mês passado. A decisão final do caso deve sair em 9 de fevereiro.

A Samsung, em contrapartida, processou a Apple na Alemanha, alegando violação de patentes de telefonia móvel. Um tribunal de Mannheim decidiu contra a companhia sul-coreana em casos envolvendo duas patentes, e deve decidir um terceiro processo em 2 de março.

(Por Matthias Inverardi)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.