Para se adaptar às leis de cada país, empresa poderá proibir um tweet localmente, mas ele continuará visível para o resto do mundo

O Twitter anunciou uma nova política que permite que a equipe do microblog restrinja o acesso a tweets publicados por internautas, caso eles infrinjam as leis em vigor no país. Com a nova medida, a partir de hoje, essas mensagens deixam de aparecer no país de origem, mas ficarão acessíveis por usuários de outros países, de acordo com o Twitter.

LEIA TAMBÉM:
Marco Civil da Internet pode garantir neutralidade da web no Brasil
Votação dos projetos de lei SOPA e PIPA são adiadas nos EUA

Twitter agora pode restringir mensagens dependendo das leis em cada país
Getty Images
Twitter agora pode restringir mensagens dependendo das leis em cada país
A medida, segundo o texto no blog oficial, ajudará o Twitter a se ajustar aos diferentes países onde chega, como parte de sua internacionalização. "Até agora, a única forma de atender a legislação desses países era excluir o conteúdo globalmente", diz a empresa no comunicado. A empresa afirmou que avisará os usuários afetados sobre quando o conteúdo sobre o motivo da restrição ao conteúdo.

Os pedidos de remoção de conteúdo ficarão acessíveis por meio de uma página oficial do Twitter no site Chilling Effects , uma organização que monitora reclamações legais relacionadas a conteúdo publicado na internet. Nesta página, os usuários poderão verificar os pedidos originais de remoção de conteúdo do Twitter e acompanhar a decisão.

"Um dos nossos valores principais é defender e respeitar a voz de cada usuário. Nós tentamos manter o conteúdo no ar sempre que pudermos, mas seremos transparentes com os usuários quando não pudermos", disse a empresa no texto divulgado no blog. Entre os países citados pelo Twitter, com leis restritivas sobre alguns tipos de conteúdo, estão Alemanha e França, que proíbem a divulgação de qualquer material pró-Nazismo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.