Apple ainda domina mercado brasileiro, mais Android apresenta crescimento expressivo de acordo com novo estudo

Impulsionado pelo iPad e pelos tablets com Android, o mercado de tablets deve crescer 20% no Brasil em um ano, de acordo com dados da consultoria GfK obtidos com exclusividade pelo iG . "Trata-se de um mercado novo, que não tem nem um ano no País, mas que já mostra crescimento expressivo", diz Samaris Gonçalves, gerente sênior de negócios da GfK no Brasil. A consultoria começou a monitorar o mercado local de tablets no final de 2010.

iPad, em sua segunda versão lançada em 2011, domina o mercado de tablets no Brasil
Getty Images
iPad, em sua segunda versão lançada em 2011, domina o mercado de tablets no Brasil
De acordo com dados da consultoria, as vendas de tablets no País mantém crescimento constante, que teve leve queda (5%) em setembro - período de redução nas vendas no setor de eletroeletrônicos como um todo. A consultoria não revelou o total de unidades vendidas no período analisado.

A chegada de novas marcas, que passaram a lançar modelos de tablets no País a partir de abril, deve contribuir para o aumento das vendas. "Cerca de 80% do mercado é dominado por apenas três das cinco fabricantes que já oferecem o produto no Brasil", diz Samaris. Entre elas, estão a Motorola, com o Xoom , a Samsung, com o Galaxy Tab 10.1 , e a Apple, com o iPad 2 .

No total, segundo a GfK, cerca de sete modelos diferentes de tablets já estão disponíveis no mercado brasileiro. "A Apple ainda domina este mercado com o iPad, embora o Android esteja crescendo bastante", diz Samaris. De acordo com a pesquisa, os tablets mais vendidos são aqueles com conexão Wi-Fi + 3G e memória de 16 GB - mais barata entre os aparelhos que também se conectam a internet por meio da rede celular.

Brasil deve fechar 2011 com 500 mil tablets vendidos

Segundo estudo da consultoria IDC, que usa metodologia diferente da GfK, as vendas de tablets no Brasil devem fechar 2011 em 500 mil unidades, número que deve dobrar em 2012. "Com um mercado de 1 milhão de unidades, já dá para perceber que é um mercado que veio para ficar", diz Luciano Trippa, gerente de pesquisas do IDC. Em 2010, segundo a IDC, 100 mil tablets foram vendidos no Brasil .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.