Tamanho do texto

Críticos de tecnologia dos EUA afirmam que tecnologia é fácil de usar e funcionou bem em testes realizados antes do produto chegar ao mercado

Reuters

SAN FRANCISCO - O leitor de digitais do novo smartphone da Apple, o iPhone 5S, recebeu críticas positivas de dois especialistas, ajudando a dissipar preocupações sobre a tecnologia, que foi considerada suspeita quando adotada por outros celulares.

LEIA TAMBÉM:
Conheça o iPhone 5S, nova versão do smartphone da Apple

iPhone 5S tem leitor de digitais que substitui uso da senha para autorizar compras na App Store
Getty Images
iPhone 5S tem leitor de digitais que substitui uso da senha para autorizar compras na App Store

O scanner de digitais da Apple é visto como o primeiro passo para a realização do potencial da biometria nos eletrônicos pessoais, aumentando a segurança para aplicativos bancários e de compras, livrando o usuário de múltiplas senhas.

"A melhor parte é que realmente funcionou todas as vezes nos testes que realizei", escreveu o crítico David Pogue no jornal The New York Times. "Não são como os leitores de digitais irritantes dos celulares antigos. É genuinamente maravilhoso; os críticos podem se jogar do píer."

O especialista do The Wall Street Journal, Walt Mossberg, também ficou entusiasmado, chamando a tecnologia de "simples e confiável". Mas ele notou que o aparelho inexplicavelmente pediu uma senha quando colocou o dedo para fazer uma compra, o que ele atribuiu a um bug.

"Comecei a gostar e considero um passo à frente, apesar de alguns problemas", disse sobre o aparelho. O especialista acrescentou que as melhoras no sistema operacional iOS7, na câmera, no aplicativo de voz Siri e no processador tornam o iPhone 5S o melhor smartphone do mercado.

No entanto, argumentou que os donos de iPhones de gerações anteriores ao iPhone 5 podem não ver uma razão suficientemente forte para comprar o último modelo, a não ser que queiram especificamente o leitor de digitais.

Muitos analistas da indústria viram o iPhone 5S e os iPhones mais baratos, o iPhone 5C , como melhoramentos modestos das gerações anteriores, o que levantou temores de que os dias mais inovadores da Apple teriam ficado para trás. Eles disseram que o fato de o novo produto ter um leitor de digitais não deve, por si só, tornar o aparelho um vencedor seguro no concorrido mercado de smartphones.

A Apple colocou o scanner no botão "home" do iPhone, enquanto outros aparelhos normalmente têm esse comando na parte de trás do aparelho, o que é incômodo para os usuários e aumenta o número de tentativas falhas para acessá-lo. As concorrentes Samsung e a LG já tiveram problemas ao incorporar a tecnologia a seus produtos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.