Tamanho do texto

Chamado D-Central, dispositivo pode permitir criação de rede descentralizada para permitir acesso anônimo à web

John McAfee, o fundador da empresa de segurança McAfee, anunciou que lançará um novo dispositivo que pretender manter os internautas afastados da espionagem da NSA, a agência de segurança dos Estados Unidos. Chamado D-Central, o aparelho custará menos de US$ 100 e pode se comunicar com dispositivos móveis para criar uma série de redes locais de acesso a internet. Com o produto, internautas poderiam dificultar o monitoramento da NSA.

LEIA TAMBÉM:
Medo da espionagem na internet? Veja como se proteger

Após polêmicas, John McAfee planeja lançamento de novo dispositivo de acesso anônimo à internet
AP
Após polêmicas, John McAfee planeja lançamento de novo dispositivo de acesso anônimo à internet

De acordo com o site Mercury News , com o dispositivo, o usuário poderá utilizar uma rede descentralizada para acessar a internet. Como a maior parte dessas redes são privadas, seria impossível rastreá-las, de acordo com McAfee. Durante a entrevista ao site, McAfee admitiu que o dispositivo pode ser usado para interesses "escusos", mas afirmou que atualmente os próprios celulares são usados para estes fins.

Segundo McAfee, ele teve a ideia do dispositivo há alguns anos, mas só decidiu colocá-la em prática após as denúncias de Edward Snowden de que o governo americano estaria espionando estrangeiros em nome do combate a possíveis ações de terrorismo. Com base em documentos de Snowden, o jornalista Green Greenwald também revelou que a presidente Dilma Rousseff e a Petrobras já estiveram entre os principais alvos da espionagem americana.

Trajetória polêmica

Ao mesmo tempo em que McAfee é uma das principais personalidades do mundo da tecnologia, uma vez que fundou a empresa de antivírus McAfee, ele se tornou uma figura polêmica após seu envolvimento em uma investigação de assassinato. Em dezembro do ano passado, ele saiu de Belize e fugiu para a Guatemala após ser acusado de assassinar seu vizinho. Dizendo ser inocente, McAfee alegou que fugiu após ter sido obrigado a pagar propina à polícia local.

Na metade de 2013, McAfee publicou um vídeo polêmico , onde aparece entre mulheres e armas, no qual desdenhou do antivírus que ele próprio criou e ensinou os usuários como desinstalar o software de seus computadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.