Tamanho do texto

Em modelo similar ao do Netflix, usuários de todo o mundo podem aderir ao serviço para ler "milhares de livros" disponíveis na nuvem, além de baixar títulos para leitura offline

O Scribd, serviço de compartilhamento de documentos pela internet, anunciou um novo serviço de assinatura de livros digitais , em um modelo parecido com o do Netflix (filmes e séries de TV) e Spotify (músicas). Por meio de uma mensalidade, o internauta pode acessar um acervo de "milhares de livros" armazenados no site, sem ter que comprar cada cópia do livro antes de ler. O serviço custa US$ 8,99 ao mês e já funciona no Brasil, mas são raros os títulos em português disponíveis.

Site do Scribd já permite que brasileiros assinem serviço de assinatura de acervo de livros eletrônicos
Reprodução
Site do Scribd já permite que brasileiros assinem serviço de assinatura de acervo de livros eletrônicos

Não se trata da primeira empresa a oferecer o serviço de assinatura digital de um acervo de livros digitais. Startups dos Estados Unidos, como Oyster e eReatah já permite que o usuário acesse uma biblioteca virtual mediante o pagamento de uma tarifa mensal. Contudo, o serviço de assinatura de livros do Scribd funciona em qualquer aparelho com navegador web, de iPhones e iPads (Apple), passando por dispositivos com Android, e até no e-reader Kindle (Amazon).

De acordo com o Scribd, atualmente existem mais de 40 milhões de livros e documentos de mais de 100 países diferentes. A empresa passou a oferecer acesso de assinantes do site a uma quantidade crescente de e-books, mas só agora anunciou a nova modalidade de serviço atualmente. No lançamento, a empresa anuncia que os títulos da editora HarperCollins, uma das principais editoras de livros em inglês, estão presentes no acervo do site.

No mercado de livros digitais, o Scridb deve enfrentar empresas importantes, como Apple e Amazon, que atualmente vendem e-books por meio de suas lojas virtuais. Assim como a Amazon, que oferece o Kindle e aplicativos para outras plataformas, o Scribd estará presente na maioria dos modelos de dispositivos móveis. Apple e Google só comercializam livros eletrônicos para usuários de dispositivos com as plataformas iOS e Android, respectivamente.

De acordo com o site do Scribd, o serviço funcionará por meio do navegador web dos aparelhos, mas a empresa também lançará aplicativos do serviço para iOS e Android já no lançamento. Assim como serviços de streaming, como Rdio, Netflix e Deezer, é possível utilizar o serviço de graça pelo período de um mês. No acervo do site, os usuários também encontrarão alguns livros disponíveis apenas pelo pagamento do valor de capa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.