Tamanho do texto

Sites especializados em testes de produtos nos Estados Unidos denunciam empresas que fazem chips aumentarem desempenho quando submetidos a benchmarks

Diversas fabricantes de smartphones, como Samsung , HTC e LG , estão sendo acusadas de manipular smartphones com sistema operacional Android enviados para passar por testes de desempenho. A primeira denúncia, realizada pelo site Ars Technica , aconteceu no início desta semana contra a Samsung. O site acusava a Samsung de manipular o aparelho Note III da linha Galaxy para apresentar o melhor desempenho possível ao rodar aplicativos de medição de performance, chamados de benchmarks.

LEIA TAMBÉM:
Entenda as vantagens dos chips de quatro núcleos
Intel anuncia nova geração de chips para notebooks híbridos

Samsung teria inflado resultado de testes de desempenho do Galaxy Note 3
Divulgação
Samsung teria inflado resultado de testes de desempenho do Galaxy Note 3

Os responsáveis pelos testes do Galaxy Note III no Ars Technica perceberam que o processador usado (o Snapdragon S4 Pro) apresentava um desempenho muito superior no aparelho da Samsung quando comparado a modelos concorrentes com o mesmo processador.

Após uma investigação minuciosa, eles descobriram que o smartphone estava com um modo especial ativado, que aumentava o poder de processamento ao rodar um aplicativo de benchmark.

Após a primeira denúncia, no entanto, outro site de tecnologia especializado em análises de produtos, o AnandTech , divulgou um texto em que acusa outros fabricantes de smartphones de "inflar" o desempenho de seus aparelhos quando submetidos às mesmas condições. Segundo o AnandTech, em alguns aparelhos, ao rodar um aplicativo que mede a capacidade de processamento, o aparelho automaticamente ativa todos os núcleos do processador e aumenta a tolerância ao calor, algo incomum ao rodar aplicativos comuns.

A equipe do AnandTech fez análise aprofundada sobre o assunto, que compara os resultados dos testes de desempenho de 23 smartphones analisados. Na conclusão, os editores afirmaram que apenas os smartphones da Apple e a Motorola, além de alguns da linha Nexus com sistema operacional Android "puro", não apresentaram modificações para melhorar o desempenho em benchmarks.

"Infelizmente está situação ainda vai piorar antes de melhorar", dizem Anand Lal Shimpi e Brian Klug, do AnandTech, no site. As empresas citadas em ambas as denúncias ainda não se pronunciaram oficialmente sobre as acusações.

Veja 8 smartphones topo de linha à venda no Brasil


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.