Tamanho do texto

Fundador do site tinha carteira com mais de 600 mil moedas virtuais que podem valer até R$ 177 milhões; parte do dinheiro era de usuários do site em busca de drogas e armas

Depois do fechamento do site Silk Road, considerado um dos principais pontos de encontro online para venda de drogas e armas, o FBI (Federal Bureau of Investigation, na sigla em inglês) ficou com um material apreendido pouco usual nas mãos. Durante a operação, de acordo com o site da revista Forbes , a polícia obteve acesso a carteira virtual que armazenava Bitcoins , moeda virtual que permite comprar bens reais.

Ulbricht, acusado de ser o gestor do Silk Road
Página de Ross Ulbricht no Google+
Ulbricht, acusado de ser o gestor do Silk Road

LEIA TAMBÉM:
Como funciona a moeda virtual Bitcoin
Conheça as máquinas de fazer Bitcoins
Como funcionava o Silk Road

A carteira virtual apreendida possui cerca de mais de 600 mil moedas de propriedade de Ross Ulbricht, fundador do site. No total, o valor da carteira chegaria, de acordo com a cotação da moeda no maior mercado virtual de Bitcoins, o Mt Gox, a valer cerca de US$ 80 milhões (cerca de R$ 177 milhões). Do total, cerca de 26 mil Bitcoins apreendidos pertenciam não a Ulbricht, mas a usuários do site Silk Road.

De acordo com o site, o FBI ainda não decidiu o destino dos Bitcoins apreendidos. "Nós vamos fazer download e armazenar os Bitcoins. Vamos ficar com eles até que o processo judicial termine", disse um porta-voz do FBI à Forbes. Segundo ele, ao final do processo, a intenção é vender os Bitcoins. "Isso é novo para nós", disse o porta-voz ao site. As moedas virtuais já foram transferidas para uma conta oficial do FBI.

Os usuários que tiveram moedas virtuais apreendidas por conta do fechamento do site, não há esperança. Embora, o Bitcoin seja famoso por permitir que os seus usuários continuem no anonimato e, por isso, o FBI não possa saber quem são, as moedas virtuais não serão devolvidas aos seus donos originais. "Não haverá restituição neste caso. Se você estava comprando algo ilegal, você não pode pegar seu dinheiro de volta", diz o porta-voz do FBI, ao site.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.