Tamanho do texto

Ao identificar objeto, tablet ou smartphone envia pulsos elétricos para a tela, o que permite que usuário "sinta" relevo com a ponta dos dedos

A Disney anunciou a criação de uma nova tecnologia que permite simular o toque em superfícies texturizadas e com três dimensões (3D) em telas de tablets e smartphones. O recurso, chamado de renderização tátil de recursos em 3D, inclui um algoritmo desenvolvido por pesquisadores da Disney Research na cidade de Pittsburg (EUA). Com ela, o tablet ou smartphone envia pulsos eletrônicos de maior ou menor intensidade, quando o usuário passa os dedos sobre a imagem de um objeto.

Confira no vídeo abaixo (em inglês) como a nova tecnologia funciona:

O conceito por trás da tecnologia não é novo, já que cientistas já provaram que os pulsos eletrônicos poderiam ser utilizados para ajudar as pessoas a sentir objetos com as mãos. No entanto, a aplicação criada pelos pesquisadores da Disney sugere o uso da tecnologia em dispositivos que as pessoas já utilizam, como telas de computadores e de dispositivos móveis.

Em um comunicado enviado à imprensa, Ivan Poupyrev, diretor da Disney Interaction Group, afirma que a tecnologia tem potencial para tornar a experiência de usuário mais rica. "Interação por meio do toque se tornou um padrão para smartphones, tablets e mesmo desktops, por isso desenvolver algoritmos que possam converter conteúdo de imagem em sensações táteis reais tem grande potencial", diz Poupyrev.

A tecnologia pode trazer avanços, por exemplo, na interação de deficientes visuais com vídeos e outros conteúdos visuais. A Disney Research não divulgou quanto tempo a tecnologia pode levar até chegar a algum produto comercial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.