Tamanho do texto

Aparelho é capaz de ler ondas cerebrais e atende às vontades do espectador

Nos testes, alguns voluntários tiveram mais facilidade para controlar aplicativo do que outros
Reprodução/BBC
Nos testes, alguns voluntários tiveram mais facilidade para controlar aplicativo do que outros


Se você pensa que controlar sua TV com a força do pensamento só existe na ficção, está na hora de rever seus conceitos.

Em colaboração com a empresa de tecnologia This Place, a BBC desenvolveu uma forma de escolher quais programas assistir por meio de um aparelho que lê ondas cerebrais do espectador, compatível com a plataforma de conteúdo sob demanda da emissora, o iPlayer.

Usuários podem ligar e operar o aplicativo da BBC ao concentrar-se ou relaxar a mente.

"É um protótipo feito para dar a quem faz nossa programação, nossos especialistas em tecnologia e outros usuários uma ideia de como isso poderá ser usado no futuro", diz Cyrus Saihan, chefe de desenvolvimento de negócios da divisão digital da BBC.

Leia tudo sobre Tecnologia

Teste

No primeiro teste, dez funcionários da BBC testaram o aparelho e conseguiram usá-lo para acionar o iPlayer e iniciar a transmissão de um programa, segundo Saihan.

"É mais fácil para alguns do que para outros, mas todos conseguiram fazê-lo funcionar."

Saihan explica que este tipo de tecnologia poderia ser usada por pessoas com uma série de deficiências e que não podem usar facilmente um controle remoto.

A técnica vem se popularizando. Por exemplo, em fevereiro, a empresa Tekever demonstrou como um drone pode ser operado à distância desta mesma forma.

O piloto controlou o robô aéreo usando uma touca dotada de sensores eletrônicos capazes de ler sua atividade cerebral.

Leia mais: Google e Apple disputam espaço no mercado de Smart TVs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.