Tamanho do texto

Tizen é o sistema operacional proprietário da Samsung. Alguns dos novos televisores, chamadas SUHD, contam com a tecnologia de nanocristais, responsável por entregar imagens em 4K com mais cor, brilho e contraste

CES 2015: a Samsung continuará apostando no 4K e também nas TVs de tela curva
AP Photo/John Locher
CES 2015: a Samsung continuará apostando no 4K e também nas TVs de tela curva

Apresentados na CES 2015, as TVs SUHD e o Tizen, sistema operacional próprio da Samsung, chegam finalmente ao Brasil em julho acompanhados de uma inédita plataforma de games na nuvem, desenvolvida em parceria com a Gamefly. Ao todos, serão mais de 50 novos televisores, entre Full HD, Ultra HD (4K) e SUHD no portfólio da sul-coreana que lidera o mercado mundial de televisores há nove anos. Os modelos inteligentes, com Tizen, são a grande maioria do portfólio, e variam de 32 a 88 polegadas, com preço sugerido a partir de R$ 1.749.

Já presente em alguns dispositivos vestíveis da companhia, o Tizen foi totalmente remodelado para atender às demandas dos usuários de televisão. De interface bastante simples, ele lembra um pouco a forma de funcionamento do WebOS, da concorrente LG, mas com alguns recursos a mais, como é o caso dos games. A plataforma de jogos desenvolvida em parceria com a Gamefly, chamada de Samsung Smart TV Games estará presente em todas as TVs com Tizen comercializadas pela empresa a partir de julho.

Essa plataforma nada mais é do um serviço de streaming de games na nuvem, semelhante ao que faz o Netflix com filmes. Pela TV, sem precisar ter um console, um Xbox ou um PlayStation, por exemplo, o usuário poderá jogar mais de 50 títulos como Batman, Lego, Grid 2 e Pro Evolution Soccer direto na televisão. Para funcionar, é necessário um controle de videogame que se conecte à TV por Wi-Fi ou com cabo. Segundo a Samsung, atualmente, mais de 15 joysticks à venda no mercado são compatíveis com suas novas televisões. 

Tony Firjam, vice-presidente da área no Brasil, disse em evento realizado na noite de segunda-feira (29) que a plataforma de games de console via streaming da Samsung poderá representar uma economia de 90% no bolso dos tradicionais jogadores de Xbox ou PlayStation, uma vez que não há o custo do console, apenas do joystick. Se na forma tradicional um pacote com 25 jogos chega a custar R$ 1.958, na TV com Gamefly um pacote de assinatura mensal custará R$ 21,90 e, anual, R$ 262,80. 

De acordo com João Paulo Rezende, gerente de produtos, todas as TVs com Tizen possuem capacidade de processamento suficiente para rodar esses jogos. As primeiras Smart TVs da linha possuem processador quad-core, enquanto as da linha SUHD são octa-core. Até o final do ano, serão mais de 80 games disponibilizados na plataforma em pacote por gênero ou mesmo individualmente. 

SUHD

Apresentado em Las Vegas, o SUHD nada mais é do que o nome dado pela Samsung para a sua linha de TVs 4K com ponto quântico, ou, como a sul-coreana prefere chamar, nanocristais. Com ajuda desses semicondutores de nanocristais, as telas das novas TVs da Samsung entregam mais contraste, brilho e cor. Segundo a fabricante, as televisões dessa linha produzem cores até 64 vezes mais intensas que as TVs de LED convencionais e com um brilho 2,5 vezes superior que resulta da combinação do novo painel de LED azul e a tecnologia HDR. 

ENTENDA:  Menor que um vírus, ponto quântico é a evolução das TVs LCD

Os modelos SUHD são, em sua maioria, curvos, possuem parte do hardware na TV depositados no One Connect, acessório que facilita o upgrade dos modelos, traseira com textura franzida e pedestais prateados de design variado. 

Na linha de SUHD são seis modelos que vão de 55 a 88 polegadas, a grande maioria curva, e com preços sugeridos a partir de R$ 10 mil. As Ultra HD tradicionais devem começar em R$ 3.500, enquanto as Full HD sem ser Smart TV têm preço inicial na casa dos R$ 1.500.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.