Tamanho do texto

Apple Music foi anunciado em junho durante a WWDC 2015

Serviço de streaming Apple Music funcionará em todos os sistemas da Apple e, em breve, também no Android, do concorrente Google
Divulgação
Serviço de streaming Apple Music funcionará em todos os sistemas da Apple e, em breve, também no Android, do concorrente Google

Anunciado no início de junho , o Apple Music chega nesta terça-feira (30) em mais de 100 países, incluíndo o Brasil, com atualização da iOS 8.4, que engloba também algumas melhorias no iBooks, o aplicativo de livros da Apple. O update já está disponível e pode ser acessado no menu Ajustes >Geral >Atualização de Software. Essa atualização também corrige um problema recente e relatado por usuários onde o recebimento de uma série específica de caracteres Unicode, normalmente em árabe , fazia com que o dispositivo reiniciasse sozinho. 

LEIA MAIS:  Ex-Apple, Paula Bellizia assume a presidência da Microsoft Brasil

No Apple Music, os primeiros três meses são gratuitos para quem desejar experimentar o serviço, depois, os valores ficam em US$ 4,99 o plano individual, aproximadamente R$ 15, e US$ 7,99 o familiar, cerca de R$ 24.

Para testar o Apple Music é preciso fazer um cadastro inicial no site da Apple . No final do período de teste, a assinatura será renovada automaticamente e o valor será cobrado todos os meses até que a opção de renovação automática seja desabilitada nos ajustes da sua conta. 

O plano individual dá acesso à biblioteca do Apple Music, recomendações de especialistas, seleção das melhores e a opção de mudar de música o quanto quiser nas rádios. A assinatura familiar, por sua vez, possui tudo isso mais o acesso ilimitado para até seis pessoas.  É só configurar o Compartilhamento Familiar do iCloud no seu dispositivo com iOS ou Mac e convidar a família.

Dia 26:  Anatel lança aplicativo para registro de reclamações contra operadoras

Com uma assinatura, o usuário tem a experiência do Apple Music no seu iPhone, iPad, iPod touch, Mac ou PC. O serviço também estará disponível para Apple TV e Android ainda este ano. 

O que é o Apple Music?

O Apple Music é um serviço de streaming, uma estação de rádio mundial ao vivo com transmissão ininterrupta e um espaço para que os fãs entrem em contato com seus artistas favoritos. Ou seja, algo bastante similar ao que outros serviços de streaming de música já fazem, exceto pela rádio. A  Beats 1 é dedicada à música e à cultura musical, e será transmitida ao vivo para mais de 100 países. É ininterrupta, comandada pelos DJs Zane Lowe em Los Angeles, Ebro Darden em Nova York e Julie Adenuga em Londres. 

Além da Beats 1, o Apple Music Radio tem estações criadas por DJs de rádio de todo o mundo. As novas estações, com gêneros que vão do indie rock ao clássico, do folk ao funk, tocam músicas escolhidas por especialistas em cada gênero.

Com uma assinatura do Apple Music, você pode ouvir todas elas e mudar de faixa quantas vezes quiser para trocar de música, sem ter que trocar de estação.

O Apple Music oferece mais de 30 milhões de músicas do catálogo. A seção For You traz uma combinação de álbuns, lançamentos e listas de reprodução, personalizadas para o usuario por curadores. Além dos especialistas, a Siri, assistente de voz da Apple, também ajuda na experiência com o serviço. Peça, por exemplo, que ela toque as melhores de 1994, a melhor da FKA Twigs ou o maior sucesso de fevereiro de 2011.

Já o  Connect e o espaço em que artistas e fãs se encontram. No Connect os artistas podem compartilhar letras, fotos dos bastidores, vídeos e até lançar uma nova música para os fãs, direto do iPhone. Os fãs podem comentar e curtir o que o artista publicar e compartilhar pelo Mensagens, Facebook, Twitter e e-mail. E quando um fã comenta, o artista pode responder direto para ele.

E o iTunes? 

Muitos usúarios estão se perguntando sobre o que vai acontecer com a biblioteca do iTunes. A resposta é: em teoria, nada. A biblioteca do iTunes continua sendo do usuário. A diferença é que com uma assinatura do Apple Music o usuário poderá acessar a sua coleção pelo Apple Music ou pelo app iTunes em um Mac ou PC.

Na prática, o Apple Music fará com a biblioteca do iTunes do usuário algo semelhante ao que faz o Google Play Música. Uma vez assinante do Apple Music, toda a biblioteca fica no iCloud. A Apple compara todas as músicas da coleção do usuário com as da biblioteca do próprio Apple Music para ver as músicas iguais. O que a Apple tiver no seu banco de dados poderá ser tocado direto da nuvem. As músicas que não forem encontradas na biblioteca do Apple Music, a Apple envia para a nuvem usando o iTunes do Mac ou PC. Como tudo fica no iCloud, não ocupa espaço nos seus dispositivos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.