Tamanho do texto

Acessórios para smartphones é aposta da Sony para 2015

Dez produtos fazem parte da linha de acessórios da Sony para 2015, grande parte desenvolvida para funcionar com o smartphone do usuário. A maioria com preços bem acima da média do mercado apesar da Sony reforçar, em coletiva realizada na terça-feira (7) em São Paulo, que seus produtos são quase todos produzido no Brasil. 

O reforço nos lançamentos de 2015 se explica pelos números. Segundo Marcelo Gonçalves, gerente de marketing e comunicação da Sony Brasil, uma pesquisa feita pela Kantar com brasileiros mostra que 61% dos entrevistados que possuem smartphone pensam em adquirir um acessório nos próximos seis meses. 

MAIS:  Da espessura de um lápis, TV 4K ultra slim da Sony chega em setembro

A linha de baterias ou carregadores portáteis, por exemplo, recebeu atualização. Neste ano, serão três modelos a CP-S5, CP-B20 e CP-V3B. As baterias são de polímero de lítio e da própria Sony, possuem um indicador LED do nível de bateria e tecnologia Pass Through Charging, que permite carregador o dispositivo e o próprio carregador ao mesmo tempo. 

O modelo de entrada é a CP-V3B, de 3.400 mAh, que garante, em média, dependendo da bateria do smartphone, uma carga completa. Mais compacto que as demais, a CP-V3B chega apenas nas cores preta e branca. O preço ainda está à definir. Porém, as duas outras já possuem preço e são bastante acima de alguns concorrentes, como Xiaomi, que lançou recentemente um modelo de 10.400 mAh por R$99.

A CP-S5, de 5.000 mAh, é capaz de carregar até dus vezes, em média, um smartphone e até a bateria de algumas câmeras fotográficas ou filmadoras. O modelo tem versões nas cores preta, prata e cooper e chega ao mercado brasileiro por R$ 270. 

Já a CP-B20, com 20.000 mAh de capacidade, permite cerca de oito cargas completas, dependendo do smartphone. Com acabamento em alumínio e na cor preta, tem quatro portas USB para carregar vários equipamentos ao mesmo tempo e custa R$ 580.

Até um pendrive para smartphones Android a Sony lançou neste ano. O USM-SA1 tem duas portas, mini USB e USB 2.0, além de um indicador LED que aponta o status de transferência. O produto será comercializada com capacidades de 8GB, 16 GB 3 32 GB. Os preços são, respectivamente, R$ 60, R$ 85 e R$ 150. Todos mais caros que o produto similar da SanDisk, o Ultra Dual Drive com USB 3.0.

Linha XB de fones de ouvido da Sony varia de R$ 300 até R$ 950
Emily Canto Nunes/iG São Paulo e Divulgação
Linha XB de fones de ouvido da Sony varia de R$ 300 até R$ 950

Áudio: fones de ouvido e caixas de som portáteis

Ciente de que uma das atividades que o usuário mais faz no smartphone é ouvir música, Sony atualizou sua linha de fones de ouvido e também de caixas de som portáteis. A linha XB, mais básica, possui três modelos: 450AP, 950AP e 950BT, todos com Beat Responde Control, que garante mais exatidão na reprodução e menos distorção dos graves, além do plugue folheado a ouro, para reduzir ruídos.  Com acabamento almofadado, os fones são também equipados com microfone e controles. O s preços vão de R$ 300, o 450AP, R$ 570 o 950AP e R$ 950 o 950BT.

Outra novidade em termos de fones de ouvido é o MDR-1A, compatível com arquivos de áudio de alta resolução (High-Res). Esse modelo chega ao Brasil por R$1.500.

As caixas de som portáteis também ganharam novas versões: a SRS-X2 e BSP-10. A BSP-10 é menor delas e pesa apenas 300 gramas. Quase no formato de uma bola de tênis, o mini alto-falante se conecta via NFC ou Bluetooth aos smartphones e reproduz as músicas com o celular em até 10 metros de distância.

Na caixa de som, também é possível usar o acessório em chamadas telefônicas, uma vez que ele possui microfone embutido. Além disso, quando uma chamada é recebida, basta pressionar a tecla de resposta que o volume da música é reduzido para que o usuário possa receber a chamada. Segundo a Sony, a bateria dura até 10 horas. Disponível nas cores preto e branco, chega ao mercado brasileiro por R$ 480. 

Já a SRS-X2, um pouco maior, mede 17,1 cm e pesa 500 gramas e chega nas cores preta e brana. Com bateria interna que dura 5 horas e a mesma capacidade de atender ligações graças ao microfone embutido da anterior, bem como NFC e bluetooth, a SRS-X2 ainda não tem preço definido.