Tamanho do texto

Para cumprir com o objetivo de tornar todos seus produtos conectáveis a internet até 2018, a Samsung deixou os dispositivos móveis de lado e focou na Internet das Coisas

SleepSense se conecta a outros dispositivos inteligentes da casa e registra as atividades de sono do usuário
Emily Canto Nunes/iG
SleepSense se conecta a outros dispositivos inteligentes da casa e registra as atividades de sono do usuário

Nada de smartphone na coletiva de imprensa da Samsung na IFA 2015 , feira de tecnologia que abre suas portas no dia 4 de setembro em Berlim, na Alemanha. Com o Note 5 já lançado em Nova York com o S6 Edge+ e o Gear S2 já anunciado, a empresa sul-coreana decidiu focar naquela que promete ser a próxima de inovação: a Internet das Coisas. Nesta quinta-feira (3), o tema da coletiva da Samsung pré-IFA foi a "sincronização da vida". 

Um dos destaques da divisão chamada de Smart Things é o SleepSense, um dispositivo que monitora o sono com 97% de precisão. Colocado embaixo do colchão, ele registra os batimentos cardíacos e a respiração do usuário, além dos movimentos do corpo, e entrega, pela manhã, um relatório de como foi a noite. Como era de se esperar, o equipamento funciona com um aplicativo próprio que cruza os dados coletados com a idade do usuário, entre outras informações pessoais.

Bom exemplo do que é a Internet das Coisas, o SleepSense se conecta com outros eletrodomésticos inteligentes para entregar uma melhor noite de sono para o usuário. Ele é capaz de perceber, por exemplo, quando a pessoa começa a dormir, e desligar a televisão que está conectada na mesma rede, ou ainda mudar a temperatura do ar-condicionado. Outros dispositivos conectados, como termostatos, câmeras de segurança e lâmpadas inteligentes também podem ser sincronizadas com o monitor de sono. Sem previsão de quando vai chegar ao mercado mundial, o SleepSense também monitora o sono do usuário para acordá-lo no momento certo, com um alarme que é gradual, e dá dicas de saúde criadas por uma equipe de médicos.

Internet das Coisas também é som

Além do SleepMonitor, a Samsung renovou sua linha de áudio 360º com três produtos conectados, o R1, R3 e R5, que possuem design cilíndrico, e apresentou uma dezena de parcerias para impulsionar o seu negócio de Internet das Coisas, uma delas com a Volkswagen. Fazendo uso do padrão de conectividade da indústria de automotiva MirrorLink, a Samsung lançou o Car Mode para Galaxy, um aplicativo que funciona por toque ou por comando de voz. Além dos smartphones da linha Galaxy, o aplicativo se conecta ao novo relógio inteligente da Samsung, o Gear S2, para entregar uma experiência melhor de espelhamento dos dispositivos móveis no carro.

Blu-ray 4K ganhou um player

Outra novidade para a casa do usuário é o Ultra HD Blu-ray Player, ou 4K, da Samsung. Basicamente, o aparelho é um leitor de Blu-ray 4K, mídia física anunciada recentemente pelo consórcio que promove a tecnologia Blu-ray. De acordo com a Samsung, o reprodutor fornece imagens com quatro vezes mais resolução e cores 64 vezes melhores do que um Blu-ray padrão. Além disso, o aparelho é capaz de fazer upscalling, isto é, melhorar a imagem de mídias que não são originalmente em 4K. Com um sistema embarcado, o player permite que o usuário reproduza por meio do equipamento serviços de streaming de vídeo como, por exemplo, o Netflix, que já possui conteúdos 4K na sua base de dados. O produto, não entanto, não tem nem preço, nem disponibilidade, e precisa de uma TV 4K para funcionar adequadamente.


*A jornalista viajou para a Alemanha a convite da Asus Brasil. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.