Tamanho do texto

Zenfone Zoom, aparelho da Asus com zoom óptico de 3x na câmera traseira de 13 megapixels, deve chegar ao Brasil

Zenfone Zoom é recente investida da Asus
Emily Canto Nunes/iG
Zenfone Zoom é recente investida da Asus

Anunciado em janeiro de 2015, o Zenfone Zoom finalmente pode ser visto de perto nesta IFA , feira que acontece em Berlim, na Alemanha, de 4 a 9 de setembro.

Apresentado antes mesmo do Zenfone Max, aparelho com bateria de impressionantes 5.000 mAh, o Zoom deve ser chegar ao Brasil e pode ser o novo topo de linha da Asus, que acaba de lançar quatro versões da segunda geração do seu smartphone, o Zenfone 2.

LEIA MAIS:  Asus lança quatro versões de Zenfone 2 que vão de R$ 899 a R$ 1.999

Muito embora não esteja pronto para ser comercializado, o Zoom tem características que entregam seu possível posicionamento, especialmente no Brasil, onde o Zenfone 2 chegou para somar ao Zenfone 5 e ao Zenfone 6, aparelhos entre a faixa de entrada e a intermediária. A primeira característica, é claro, é a câmera traseira de 13 megapixels com zoom óptico de 3X.

O hardware também deixa claro que se trata de um aparelho entre o intermediário e o premium: processador Intel Atom Z3580 de 2.3 GHz, memória RAM de 4 GB e armazenamento que deve variar entre 16, 32, 64 e 128 GB. Muito embora as especificações estejam circulando na internet desde o início do ano, elas ainda não foram totalmente confirmadas pela Asus, que deve lançar o produto em breve.

Outra característica é o uso do metal na construção do aparelho, que apesar de possuir traseira destacável de plástico, tem suas laterais feitas com o material mais nobre. A capa da bateria, inclusive, possui opções mais ousadas que vão além do preto e do branco básicos. No Lounge da Asus em Berlim, na Alemanha, capinhas com texturas e cores fortes como o laranja chamaram a atenção para o cuidado que a empresa está tendo com o Zoom. O aparelho possui inclusive um espaço na lateral para que o usuário coloque uma daquelas alças de máquina fotográfica para facilitar o transporte.

O design segue os preceitos da família Zenfone, mas o Zoom é mais arredondado, com as laterais mais espessas, em razão da câmera traseira, é claro. Isso, porém, não chega a ser um problema. O produto está longe de ser pesado ou grosso, e continua com uma boa pegada na mão. A existência de uma opção de frente branca, e não apenas a preta, é outra novidade que chega com o Zoom.

Com tela de 5,5 polegadas Full HD, o Zenfone Zoom deve ter bateria de 3.000 mAh, compatibilidade com a rede 4G e com dois chips de operadora, além de câmera frontal de cinco megapixels. E, é claro, rodar Android Lollipop, a quinta versão do sistema operacional do Google. 

Smartphone com câmera fotográfica: photophone

A Asus não é a primeira fabricante de smartphones a criar um photophone, ou um smarphonte voltado para os amantes de fotografia. No ano passado, a Samsung lançou, inclusive no Brasil, seu Galaxy K Zoom, aparelho com câmera traseira de 20.7 megapixels e zoom óptico de 10X. Com 13 megapixels e zoom óptico de 3X, os números do Zenfone Zoom podem ser menores, mas não necessariamente piores. Um dos trunfos do Zoom em comparação a seus concorrentes é ter o tamanho e o peso de uma smartphone, e não de uma câmera fotográfica portátil. 

O Zoom é mais robusto do que o Zenfone 2, por exemplo, que tem bordas mais finas e a traseira curvada graças aos botões de volume que foram parar na traseira. Mas não é tão maior que pese na mão ou pareça estranho na orelha. E também não é feio.

Segundo Marcel Campos, diretor de marketing e produto da Asus, isso se dá porque o conjunto de lentes que criar o zoom ótico está montando de forma diferente dentro do Zoom, lado a lado, funcionando graças aos prismas que enviam a luz para o lugar certo, e não empilhado. Vale lembrar que o zoom óptico, aquele que é obtido com ajuda das lentes da câmera, e não através de um software, não é comum em câmeras de smartphones e que suas imagens tendem a ser melhores. No geral, suas imagens tendem a ser melhores, pois com o zoom óptico o usuário de fato aproxima do sensor a cena que está querendo captar, enquanto que com o zoom digital a aproximação é via software e tende a criar ruídos na imagem, entre outras distorções.

Além dos 13 megapixels e do zoom óptico de 3X, o Zoom tem foco automático a laser, estabilizador óptico de imagem, e flash LED duplo tom.

O compromisso da Asus de criar um aparelho realmente voltado para a imagem se traduz também na criação de dois botões laterais: um para fotos e outro para gravar vídeos, solução pouco encontrada por aí no mercado. Muito embora tenha tido pouco tempo para experimentar o aparelho, que está entrando na reta final do seu desenvolvimento, o Zenfone Zoom pareceu um photophone promissor, que não precisa ser um produto de nicho, isto é, para um público específico. Ao que parece, a estratégia da empresa taiwanesa é chegar ao premium aos poucos, com um topo de linha por vez, enquanto fortacele sua marca no mercado de smartphones. 

*A jornalista viajou para a Alemanha a convite da Asus Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.