Tamanho do texto

Confira lista com principais dicas na hora de escolher aparelho, como fidelidade de som, conforto, portabilidade e, claro, preço

BBC

Fones de ouvido são hoje em dia uma extensão do corpo humano. Mas, em meio a tantas opções disponíveis no mercado, escolher o modelo mais adequado pode ser uma tarefa árdua.

Alguns fones são melhores para escutar música em casa, enquanto outros são mais portáteis e permitem maior comodidade nas ruas ou no transporte público. Muitos deles também dispõem de uma grande quantidade de funções, como cancelamento de ruído.

A BBC Mundo, o site em espanhol da BBC, listou as principais dicas na hora de escolher o melhor fone de ouvido:

Não existe fone de ouvido para uma única situação; depende muito de onde a pessoa o usará
Emily Canto Nunes/iG São Paulo e Divulgação
Não existe fone de ouvido para uma única situação; depende muito de onde a pessoa o usará

Combinação mágica
A maioria das pessoas busca fones de ouvido que combinem fidelidade de som, conforto e portalidade. E, claro, preço. Mas há muito mais fatores que envolvem a escolha do aparelho, já que tudo vai depender do objetivo do usuário.

Por isso, a primeira pergunta que você tem de se fazer antes de comprar um fone de ouvido é: em quais situações pretende usá-lo?

Diferentes tipos, diferentes benefícios
Há quatro tipos de fones de ouvido e cada um tem uma qualidade diferente. Aqueles que se apoiam sobre a cabeça têm uma espuma que cobre toda a orelha (over-ear) e são mais cômodos se o objetivo é escutar música por longos períodos. Também têm maior qualidade de som, mas são mais caros e muito menos portáteis. Por isso, o melhor é limitá-los ao uso profissional ou em casa.

Já os chamados On-ear cobrem a orelha e são menores e mais portáteis do que aqueles que vão sobre a cabeça, mas também oferecem comodidade. A única diferença é que isolam mais o ruído do exterior.

Os modelos mais comuns, no entanto, são inseridos no ouvido e em geral vêm com dispositivos de música portáteis. As vantagens são múltiplas: mais leves, mais portáteis, mais baratos e a forma como são inseridos no ouvido garante maior retenção do áudio.

No entanto, a qualidade do som é menor do que a dos dois tipos anteriores, especialmente no caso de sons mais graves.

Há ainda uma subcategoria: os chamados earbuds, que são introduzidos no ouvido, mas não o cobrem completamente, isolando menos o som do exterior. São os que ofecerem a pior qualidade de som.

Além dos modelos gerais, há fones de ouvido para usos específicos como, por exemplo, modelos esportivos que se ajustam melhor à cabeça ou podem ser presos à roupa.

Com ou sem tecnologia sem fio?
Se o objetivo é ter maior mobilidade sem necessidade de que os fones de ouvidos estejam conectados diretamente ao dispositivo base, aqueles com tecnologia sem fio são uma boa opção.

Nesse caso, há também várias opções. Aqueles que usam tecnologia infravermelha tem um raio de sete metros e só funcionam se não houver obstáculos entre o dispotivo-base e o fone de ouvido. São mais baratos, mas não permitem que os usuários andem por todos os cantos da casa, restringindo seus movimentos.

Já os fones de ouvido com tecnologia Bluetooth têm um raio de alcance curto, mas dão maior mobilidade ao usuário. 

Se a finalidade é escutar música de alta qualidade sem fio, a melhor opção são os fones de ouvidos com tecnologia de radiofrequência, que usa um sinal FM e opções de várias frequências para evitar a interferência com outros dispositivos.

Com ou sem eliminação de ruído
Um dos fatores a serem levados em consideração é a proporção de ruído exterior filtrado pelo fone de ouvido. Nesse sentido, uma das opções são os com cancelamento de ruído, especialmente para voos ou transporte público, como metrô.

Tais modelos permitem usufruir melhor do áudio sem ter de aumentar o volume, evitando, assim, prejudicar os ouvidos. Alguns também possibilitam isolar complementamente o som exterior e, por isso mesmo, não são recomendados para andar de bicicleta ou caminhar na rua, já que podem trazer riscos à segurança do usuário.

Quanto a fones de ouvido para usar com o celular, especialistas recomendam comprar um com microfone. Dessa forma, é possível fazer chamadas sem ter de tirá-los.

Preço?
É possível encontrar fones de ouvidos dos mais variados preços – dos mais baratos (em torno de US$ 5 ou R$ 20) aos mais caros (US$ 300 ─ mais de R$ 1 mil ─ ou mais).

A marca é importante, mas, segundo especialistas, o melhor é privilegiar as características do modelo. O usuário deve, portanto, estabelecer até quanto quer gastar e, dentro desse orçamento, escolher um dispositivo com as características mais adequadas às suas necessidades.

A boa notícia, segundo os especialistas da revista britânica "Which", é que se pode encontrar fones de ouvidos excelentes por cerca de US$ 70 (R$ 265). Obviamente, quanto maiores as exigências do usuário, maior será o preço do modelo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.