Tamanho do texto

Tecnologia chamada de Force Touch ainda tem poucas aplicações no Mate S Luxury, mas parece promissora

Tela do Mate S da Huawei traz várias inovações
Emily Canto Nunes/iG
Tela do Mate S da Huawei traz várias inovações

Dia 9 de setembro, último dia da  IFA 2015 , feira que acontece em Berlim, na Alemanha, também é dia de iPhone . O tradicional evento da Apple deve relevar várias novidades, algumas delas para a linha de smartphones. Dentre os rumores mais recentes estão os de que as novas versões terão a tecnologia Touch Force, que reconhece a pressão que o usuário faz na tela e por meio dela cria novas funcionalidades ou atalhos diferentes para recursos já existentes. 

Acontece que uma semana antes do evento da Apple, a chinesa Huawei, ainda pouco conhecida no Brasil, pelo menos no mercado de smartphones, apresentou um novo smartphone, o Mate S Luxury, com a tecnologia tão aguardada pelos fãs de iPhone e de tecnologia em geral. O Mate S Luxury ainda não tem data de lançamento ou preços confirmados, e nem sabemos se poderá chegar ao Brasil, mas ainda assim merece destaque pelas várias novas tecnologias que embarca em um bonito aparelho de metal, bastante leve e fino.

Além do Force Touch, o Mate S Luxury possui um leitor de digital mais avançado, o Fingerprint Sense 2.0, e também o Smart Knuckle 2.0, tecnologia que reconhece batidas dadas com os nós dos dedos na tela. O Force Touch chama mais atenção porque pode estar no próximo iPhone, é claro, mas as outras novidades não deixam a desejar em termos de inovação.


As aplicações para essas novas tecnologias ainda são poucas, mas bastante promissoras. Com o Force Touch, por exemplo, o usuário consegue dar zoom nas imagens feitas com as câmeras apenas pressionando o dedo na tela, e desta forma ver detalhes do que fotografou. Também é possível esconder os botões do menu principal do Android, aqueles que ficam no fim da tela, e acionar as teclas de Voltar, Início e Abrir Janelas apenas pressionando no lugar onde elas se encontram antes no aparelho. Também com a pressão na tela é possível abrir o app do gravador, no canto direito, e o aplicativo de câmera no canto esquerdo.

Por fim, o Huawei Mate S Luxury possui uma espécie de app de balança, que permite que o usuário pese em cima do aparelho itens com mais de 100 gramas, aproximadamente. Difícil saber se as pessoas usariam o próprio celular como balança, mas a possibilidade existe. Especialmente porque a tela tem proteção da Corning, o Gorilla Glass 4.

No smartphone da Huawei, o leitor de digital vai além das funções de segurança e pagamento, vistas em outros aparelhos, para funcionar como um pequeno painel de toque, similar aos que existem em notebooks, por exemplo. Com o dedo em cima do leitor de impressão digital é possível passar fotos da galeria e também baixar a cortina de notificações. Com quatro batidas leves no mesmo leitor de digital, você apaga os alertas mais recentes que aparecem na parte superior do Android 5.1.1, bastante modificado pela Huawei, mas até que simpático. 

A mais estranha das tecnologias talvez seja o Smart Knuckle 2.0, que permite ao usuário acessar aplicativos dando batidas com as juntas dos dedos, ou ainda arrastando o ossinho pela tela. Dando duas batidas com o nó de apenas um dedo você captura a tela, faz o famoso screenshot, ou print screen, já com duas batidas com dois dedos você aciona a gravação da tela, isto é, o celular passa registrar em vídeo tudo o que o usuário está fazendo na tela do celular. Ideal para tutoriais, eu diria. Mais duas batidas com os nós dos dedos e você finaliza a gravação.

Também com as juntas é possivel escrever letras que abrem aplicativos como, por exemplo, C de câmera, E para Internet, W para previsão de tempo, e assim por diante. O rastro azul que o uso dos nós dos dedos deixa na é bastante divertido. No início, é um pouco difícil acertar as batidas, especialmente quando usando dois dedos, mas nada que alguma prática não resolva. 

Para além das novidades, o Mate S Luxury é um produto bastante interessante. Com tela Amoled de 5,5 polegadas e resolução Full HD, o aparelho tem processador octa-core HiSilicon Kirin 935 formado por dois quad-core, um de 2.2 GHz e outro de 1.5 GHz. De memória RAM, o smartphone possui 3 GB, enquanto de espaço oferece versões com 32, 64 e 128 GB. Sua bateria é de 2.700 mAh, o que parece insuficiente para um produto com tantos recursos vinculados à tela, mas só testando para saber. Além disso, o Mate S Luxury é compatível com a rede 4G e tem câmeras potentes: frontal de 8 megapixels e traseira de 13 megapixels.

Todas essas três tecnologias, Force Touch, Finger Print e o Smart Knuckle, são novidades de hardware interessantes, especialmente porque está cada vez mais difícil para as fabricantes inovar nesse concorrido mercado que é o de smartphones. Porém, como acontece com outras criações recentes como a tela Edge da Samsung, é preciso trabalhar melhor a integração do hardware e software para que tantas novidades encontrem função na vida do usuário, e que essas tecnologias não se tornem acessórias ou apenas soluções de design. A Samsung vem tentando extrair cada vez mais da sua tela Edge. Esperamos que em seu evento a Apple mostre que pode ir além da Huawei no uso do Force Touch e impulsionar a inovação como fez no passado.

*A jornalista viajou a Berllim, na Alemanha, a convite da Asus Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.