Tamanho do texto

Relógio inteligente de tela redonda, o Moto 360 de segunda geração é um dos destaques da Lenovo na IFA 2015

Nova geração do relógio inteligente da Motorola, o Moto 360, fez aparição no estande da Lenovo na IFA 2015
Emily Canto Nunes/iG
Nova geração do relógio inteligente da Motorola, o Moto 360, fez aparição no estande da Lenovo na IFA 2015

Quando o primeiro Moto 360 foi lançado, em outubro de 2014, o mercado de relógios inteligentes estava tão no início que a Motorola foi quase ovacionada por lançar um produto de tela redonda. O Apple Watch ainda não existia e grande parte das concorrentes acreditavam que um relógio inteligente não necessariamente precisava parecer com um relógio tradicional. Nem um ano depois e podemos dizer que eles estavam errados, e a Motorola, certa.

Esperado para o dia 8 de setembro, o Moto 360 acabou fazendo uma aparição antes do previsto na IFA 2015 , feira que acontece em Berlim, na Alemanha, no estande da Lenovo, empresa chinesa que adquiriu a Motorola no ano passado. Em termos gerais, a segunda geração é uma evolução da primeira, com algumas melhorias de hardware e mais opções de customização, porém, traz o mesmo defeito que a primeira geração: um corte no final da tela arredondada. O que antes era encarado como um mero detalhe, mudou totalmente de figura uma vez que várias outras fabricantes conseguiram fazer relógios inteligentes que aproveitam 100% da tela redonda, sem recortes.

Ainda assim, vale dizer, o Moto 360 de segunda geração é dos um relógios inteligentes mais bonitos da atualidade. Uma grande novidade desta versão é que existem, como no Apple Watch e no ZenWatch 2, dois tamanhos de caixa que geram três versões distintas: 46 mm masculino, 42 mm masculino e 42 mm feminino. A diferença entre a caixa de 42 mm para mulher e para a homem é, na verdade, a largura da pulseira que acompanha o acessório, que pode ser de metal ou de couro, e possui um mecanismo herdado dos relógios tradicionais que permite ao usuário tirar ou trocar a pulseira mais facilmente. Ou seja, cada vez mais parecidos com os relógios tradicionais.

Ainda falando de design, o Moto 360, pelos menos nos Estados Unidos, fará parte do Moto Maker, um estúdio de design online da Motorola que possibilita que o usuário customize seu produto. Nele, além do tamanho da caixa, é possível optar por uma das três cores, cinza chumbo metalizado, prata ou dourado, e também escolher quais dessas três cores será aplicada na coroa do relógio inteligente. A coroa não necessariamente precisa ser da cor da caixa, e pode ter uma padronagem ou não. No mesmo Moto Maker, o usuário seleciona qual será a face do seu acessório, mas pode mudar posteriormente. Algumas dessas modificações impactam no preço final do produto, é claro. O Moto Maker chegou recentemente ao Brasil, para o novos Moto G e Moto Play, mas não podemos afirmar que estará disponível também para o relógio inteligente.

A evolução do Moto 360 e o Moto 360 Sport

Rodando Android Wear, o Moto 360 de segunda geração já chega beneficiado pela recente atualização do software que torna o sistema operacional compatível também com iOS, da Apple, além do Android. Com conectividade Wi-Fi e Bluetooth, o Moto 360 segunda geração vem com uma exclusividade, o Live Dials, um recurso que permite que o usuário customize a face do relógio inteligente com as informações que deseja ver. Os Dials são círculos que podem mostrar o status da bateria, seu número de passos ou até mesmo a previsão do tempo na sua cidade.

A parte de sensores também foi aprimorada. Além do monitor de frequência cardíaca, o acessório da Motorola possui contador de passos e de caloria. Resistente à água e à poeira, o Moto 360 de segunda geração roda um processador mais potente, o quad core Snapdragon 400 de 1.2 GHz, e possui uma bateria interna que, segunda a fabricante, dura cerca de dois dias, bem mais que a anterior.

Além o Moto 360 de segunda geração em três versões, duas masculinas e uma feminina, a Motorola apresentou o protótipo do Moto 360 Sport, opção com pulseira de silicone não-removível e GPS embutido. Também redondo, a versão esportiva traz uma nova tecnologia de display chamada AnyLight que oferece mais brilho quando o usuário está no sol, entre outras novidades.

Já disponível para compra nos Estados Unidos por preços que variam de US$ 300, cerca de R$ 1.150, a US$ 430, em torno de R$ 1.650, o relógio inteligente deve chegar a outros mercados ainda em setembro. A América Latina, mercado cada vez mais importante para a Motorola, aparece inclusa na lista.

*A jornalista viajou para a Alemanha a convite da Asus Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.