Tamanho do texto

Ao lado do Apple Watch, a segunda versão do relógio inteligente da Asus é um dos poucos com tela quadrada

ZenWatch 2 tem três opções de cores de caixa e dois tamanhos, além de 18 opções de pulseiras
Emily Canto Nunes/iG
ZenWatch 2 tem três opções de cores de caixa e dois tamanhos, além de 18 opções de pulseiras

É como diz o ditado: "em time que se está ganhando não se mexe". Talvez a Asus nem tenha pensado nisso quando começou a desenvolver a segunda geração do seu relógio inteligente, o ZenWatch 2, mas, mesmo assim, se beneficiou das poucos mudanças. Lançado na Europa durante a IFA 2015 , o equipamento deve chegar ao Brasil.

Um dos poucos acessórios de tela quadrada do evento em Berlim, na Alemanha, o ZenWatch 2 é também a prova de que devemos sempre desconfiar da primeira geração de qualquer aparelho. Tão ou mais bonito que o primeiro ZenWatch, a segunda versão traz, na minha opinião, uma das únicas modificações que se faziam necessárias: o tamanho de caixa. Agora, tal como o Apple Watch, o ZenWatch 2 possui dois tamanhos diferentes de caixa para atender os mais diferentes pulsos, masculinos e femininos, grossos ou finos.

Outra novidade do ZenWatch 2 que até fazia falta na primeira versão é o botão físico, presente na lateral do aparelho, e que leva o usuário direto para a tela inicial. Verdade seja dita: no primeiro, já existiam recursos de software para realizar tal função, como, por exemplo, cobrir o display com a mão. Com a tela desligada, era só tocar nela novamente para dar de cara com a face do relógio. O botão não era essencial, mas trouxe para o ZenWatch 2 uma forma a mais de utilizar o acessório. Afinal, por mais acostumados que estejamos a usar um relógio no pulso, um equipamento inteligente, mesmo que muito similar ao original, exige algum aprendizado e também prática.

A Asus também entendeu que enquanto fabricante que optou pelo Android Wear, sistema inteligente para dispositivos vestíveis do Google, é preciso desenvolver aplicações próprias para se diferenciar dos demais. Como no mercado de smartphones, o Android Wear também predomina entre os relógios inteligentes. Antes de mais nada, vamos deixar claro que não se trata de modificar a interface da plataforma, muito pelo contrário, mas sim de criar aplicativos que elevem a experiência do usuário.

Desde a primeira versão existe o ZenWatch Manager, que facilita o acesso do usuário a algumas configurações com o bluetooth que conecta o acessório ao celular. Agora, além do app de gerenciamento, existe o FaceWatchs, que permite que cada pessoa crie uma face de relógio própria. Quer colocar a fotos do filhos no fundo do seu acessório? Pode. Quer colocar o seu nome e escolher que notificações vão ficar aparentes? Também é possível. Além do app, existem mais de 50 faces desenhadas por designers da própria Asus caso você chegue a conclusão de que não tem talendo para tal.

Outra novidade em termos de App é o ZenWatch Message, um aplicativo exclusivo de troca de mensagens diretas entre relógios que permite que o usuário envie texto e também emojis. O Wellness também é uma criação da empresa e usa sensores como o pedômetro para rastrear as atividades físicas do usuário e criar relatórios. Por fim, a Asus também mostrou na IFA o SmartAssistant, aplicativo que mostra as notificações de uma forma mais inteligente. 

Acessório inteligente, mas com estilo

Tal qual o smartphone, o relógio inteligente também caminha para ser um acessório de moda, e não apenas tecnológico. Por isso, a Asus acertou em manter o mesmo tipo de pulseira que é encontrado nos relógios tradicionais e no primeiro ZeWatch. Em ambos os lados, as pulseiras, sejam elas de couro ou de metal, possuem uma trava que permite que o usuário desconecte a pulseira da caixa do relógio facilmente e coloque no lugar aquela que mais desejar. Esse mecanismo não só permite que o usuário customize o acessório, como também tenha uma coleção de pulseiras diferentes para o mesmo relógio, dando longividade ao produto.

A Asus foi percursora ao adotar esse modelo e, não por acaso, ele foi parar em outros produtos de diferentes fabricantes. Agora, no ZenWatch 2, a própria Asus oferece dezoito opções, inclusive uma edição especial com cristais Swarovski.  Além do tamanho da caixa, das pulseiras e das faces, a customização também está presente na cor da caixa no ZenWatch 2. Agora, existem três opções de metal: dourado, prateado e um cinza mais escuro. O botão acompanha o restante da caixa, mas pode ter detalhes em outro tom.

O carregador também mudou, para acompanhar o desenvolvimento da bateria. Antes, o ZenWatch vinha com um case no qual o cabo microUSB era conectado. Agora, possui um conector próprio. De acordo com a Asus, a bateria da segunda geração dura dois dias, quase o dobro da geração anterior, e pode também ser carregada mais rapidamente: 50% em 36 minutos apenas. Esse é o tipo de tecnologia que faz diferença para um dispositivo desenhando para passar ainda mais tempo com o usuário do que o próprio smartphone. Além do design, que quanto mais diferenciado for, melhor.

*A jornalista viajou para a Alemanha a convite da Asus. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.