Tamanho do texto

Com design mais compacto, nova versão da mini scooter pesa apenas 12,8 kg e pode alcançar até 16 km/h

Inicialmente, o Ninebot mini será vendido apenas na China, por 1.999 yuans (R$ 1,2 mil)
Ninebot mini
Inicialmente, o Ninebot mini será vendido apenas na China, por 1.999 yuans (R$ 1,2 mil)

Nesta segunda-feira (19), a Xiaomi anunciou uma versão mais compacta do Ninebot , veículo de duas rodas, elétrico, motorizado e individual que é controlado pelos movimentos do corpo do usuário.

Com design mais compacto e pesando apenas 12,8kg, o novo Ninebot mini alcança a velocidade de até 16 km/h e pode percorrer 22 km com apenas uma carga. A velocidade e a direção do aparelho são controladas a partir da inclinação do corpo do usuário, mas também há como operar o veículo utilizando um smartphone. Para mostrar essa função, Lei Jun, fundador e CEO da Xiaomi, fez o aparelho lhe trazer um copo de água durante o evento de lançamento do produto, apenas utilizando o aplicativo no celular.

Ninebot mini e veículo da Segway lado a lado, em comparação feita pela Xiaomi
Divulgação
Ninebot mini e veículo da Segway lado a lado, em comparação feita pela Xiaomi

Em comparação com o conhecido aparelho concorrente da Segway, o novo Ninebot é mais leve, barato e mais fácil de ser transportado. A própria comparação foi feita pela Xiaomi em um anúncio no Facebook , mas o que mais chama a atenção é que ambas empresas, Ninebot e Segway, são ligadas à Xiaomi.

Há um ano, a chinesa fez um aporte financeiro na Ninebot, que na época enfrentava a Segway nos tribunais por conta de disputas de patente. Isso teve fim em abril deste ano, quando a Ninebot comprou a rival com o dinheiro recebido da Xiaomi.

Inicialmente, o Ninebot mini será vendido apenas na China, por 1.999 yuans, equivalente a R$ 1,2 mil. Junto com o veículo, também pode ser comprado um kit de segurança com joelheiras, capacete, cotoveleiras e munhequeira por 169 yuans, cerca de R$ 104.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.