Tamanho do texto

Além dos caminhos a pé e de bicicleta, o app também calcula rotas para táxi e transporte público, com informações sobre o tempo, a distância e o custo de cada opção

O SP Sem Carro oferece ao usuário rotas de locomoção calculadas em quatro opções: caminhos a pé, de bicicleta, de transporte público, ou de táxi.
Divulgação
O SP Sem Carro oferece ao usuário rotas de locomoção calculadas em quatro opções: caminhos a pé, de bicicleta, de transporte público, ou de táxi.

Idealizado pelo Instituto de Engenharia, em parceria com o grupo Como Viver em São Paulo Sem Carro, o SP Sem Carro é um app gratuito que tem como objetivo incentivar os paulistanos a abandonarem seus veículos em casa e se transportarem pela cidade de outras maneiras.

Para isso, o programa oferece ao usuário rotas de locomoção calculadas em quatro opções: caminhos a pé, de bicicleta, de transporte público, ou de táxi. Para cada uma dessas opções, o aplicativo informa ao usuário qual será o tempo necessário, a distância percorrida e o custo da viagem.

Ao começar a usar o SP Sem Carro, o usuário é levado a um mapa similar ao do Google Maps e poderá ver abaixo as três seções do aplicativo: “Navegue”, “Conheça” e “Indique”.

Para traçar rotas, é preciso acessar a primeira e usar o GPS do aparelho para colocar a localização atual como ponto de partida. Em seguida, será preciso digitar o endereço do seu destino. O o app oferece sugestões que tentam prever o endereço desejado — o que parece ser um recurso emprestado do Google Maps, pois a Mustaxe, produtora que criou o programa, fez uma parceria com o gigante das buscas para criar o SP Sem Carro.

Depois que os dois endereços são fornecidos, o usuário precisa apenas pressionar o ícone da seta, localizado ao lado da caixa de texto do endereço de destino, para traçar as rotas.

A seção “Conheça” traz mais informações sobre o grupo Como Viver em São Paulo Sem Carro, além de números sobre a mobilidade da capital paulista, enquanto que a seção “Indique”, permite que o usuário envie um link do app para seus amigos conhecerem.

O SP Sem Carro apresenta alguns pequenos erros de navegação, como quando o usuário tenta ampliar o mapa para ver o trajeto calculado pelo programa. Mas como o app oferece a opção do usuário abrir a rota calculada no Google Maps, esse problema acaba sendo menos prejudicial.

O aplicativo está disponível apenas para iOS , mas ainda deve ganhar uma versão para Android, a ser lançada em novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.