Tamanho do texto

Snapdragon 820 é novo processador para topos de linha

Snapdragon 820
Divulgação
Snapdragon 820

A norte-americana fabricante de chipsets Qualcomm apresentou nesta terça-feira (10), em Nova York, o Snapdragon 820. O novo chip é voltado para aparelhos topo de linha e aparece para substituir o 810, que ficou conhecido por causar superaquecimento nos aparelhos em que era usado.

Como resposta às críticas feitas à versão anterior do processador, o Snapdragon 820 traz uma nova arquitetura de quatro núcleos com gerenciamento térmico otimizado, para que o problema das altas temperaturas fiquem no passado.

O Snapdragon 820 deve chegar ao mercado no primeiro semestre de 2016, provavelmente junto aos novos modelos topo de linha que serão lançados até lá.


Segundo a Qualcomm, os quatro núcleos a menos do Snapdragon 820, somados com a nova arquitetura do processador feito com litografia de 14 nanômetros, são capazes de oferecer o dobro de desempenho e eficiência energética, em comparação com o 810.

A nova unidade de processamento gráfico (GPU) Adreno 520 do Snapdragon 820 traz um aumento de 40% na performance de gráficos e no uso de bateria para o processamento de imagem. Além disso, o chip vem com a tecnologia Quick Charge 3.0, que faz com que o aparelho carregue até 38% mais rápido que a versão anterior — segundo a Qualcomm, com isso seria possível carregar mais da metade da bateria de um aparelho em menos de meia-hora.

Em relação à captura de imagens, o Snapdragon 820 suporta câmeras de até 28 megapixels. O chip também é otimizado para capturas e reproduções de vídeos em 4K.
No quesito câmera, o 820 suporta sensores de até 28 MP, captura e reprodução de vídeos em 4K UHD, além de controlar displays nos mesmos 4K. O chip traz uma GPU Qualcomm Adreno 530 com uma nova tentativa de processamento 64 bits por meio da CPU Kryo.

Neste ano, a empresa teve melhor desempenho com os chips Snapdragons 410 e 615, que são de segmento mais básico, mas agora a empresa espera que o 820, feito para smartphones mais avançados, ajude a alterar os resultados econômicos negativos que a empresa tem enfrentado esse ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.