Tamanho do texto

App permite estimar receita que cada conta gera para a rede social; perfil de usuário na Espanha, por exemplo, vale metade do dos Estados Unidos

BBC

Ferramenta desenvolvida por pesquisadores espanhóis revela que perfil de usuário na Espanha vale metade do de Estados Unidos
PA/BBC Brasil
Ferramenta desenvolvida por pesquisadores espanhóis revela que perfil de usuário na Espanha vale metade do de Estados Unidos

Alguma vez você já se perguntou quanto vale seu perfil no Facebook?

Dois pesquisadores da Universidade Carlos III, de Madrid, na Espanha, desenvolveram uma ferramenta que permite estimar a receita que cada conta gera para a rede social.

Esse dividendo, que na prática é o valor cobrado dos anunciantes, varia de acordo com características como nacionalidade, sexo e idade dos usuários.

Batizada de Personal Data Valuation Tool, a ferramenta foi criada pelos irmãos Ángel e Rubén Cuevas Rumin.

Eles descobriram, por exemplo, que um usuário na Espanha vale a metade do que um usuário dos Estados Unidos, enquanto que os milleniums (grupo de jovens nascidos entre 1980 e 2000) quase sempre "são mais caros" do que adultos.

Há exceções, como na Inglaterra e na França, onde pessoas com mais de 50 anos têm um valor de mercado maior pois são consideradas um público mais interessante para as marcas, ressalvam os pesquisadores.

E, no geral, americanos ou europeus valem mais do que asiáticos ou latino-americanos.

Também há diferenças quanto ao gênero: o CPC (custo por clique) de usuários do sexo masculino é mais caro, enquanto o CPM (custo por suporte) é maior nos perfis são mulheres.

Assim como o Google, o Facebook aplica diferentes tarifas publicitárias dependendo das visualizações e dos cliques dos diferentes anúncios.

Batizada de Personal Data Valuation Tool, a ferramenta foi criada pelos irmãos Ángel e Rubén Cuevas Rumin
BBC
Batizada de Personal Data Valuation Tool, a ferramenta foi criada pelos irmãos Ángel e Rubén Cuevas Rumin

Objetivo
A ferramenta baseia seus resultados na análise de mais de 30 mil perfis selecionados aleatoriamente por uma rede de computadores.

Os dados permitem diferenciar de onde o usuário é, onde vive e alguns gostos determinados segundo sua atividade no Facebook.

Por meio deles, os pesquisadores acompanharam os perfis como se fossem um anunciante de uma marca.

Mas quais são os perfis mais caros do Facebook?

Se você é uma mulher de meia idade que vive nos Estados Unidos e gosta de praticar esportes, seu perfil é um dos mais atraentes para os anunciantes e, portanto, um dos mais valiosos da rede social.

Os pesquisadores dizem esperar que a ferramenta se torne em breve em um complemento dos navegadores.

    Leia tudo sobre: facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.