Tamanho do texto

Lançamento de aparelho com tela menor deve colocar pela primeira vez a empresa contra companhias como Oppo, One Plus e Xiaomi, com ampla presença nos dois mercados

Reuters

Novo aparelho da Apple tem uma tela de 4 polegadas e será vendido a partir de US$ 399
Janko Roettgers/Reuters
Novo aparelho da Apple tem uma tela de 4 polegadas e será vendido a partir de US$ 399

A Apple está apostando que o novo iPhone de 4 polegadas vai motivar usuários em importantes mercados como China e Índia a trocar seus smartphones de telas grandes por iPhones SE, menores porém ricos em recursos e de menor preço.

O plano, se bem sucedido, desafiará concorrentes asiáticos como Huawei e Xiaomi, que têm lançado aparelhos de tela maior para ganhar fatia de mercado nos concorridos segmentos de aparelhos médios e quase premium.

"Com o iPhone SE, a Apple está escolhendo mirar no segmento menos atendido de consumidores que preferem smartphones de telas menores e têm sido relutantes em atualizá-los", disse a empresa de pesquisa IHS em nota.

"Algo importante é que os concorrentes da Apple escolheram não mirar o mercado de smartphones premium compactos".

Usuários serão mais propensos a abandonar seus aparelhos de tela maior se o dispositivo menor da Apple conseguir se equiparar a seus recursos, disseram analistas.

"Será atraente para mais pessoas que de outra maneira não conseguiriam adquirir o telefone principal (da Apple). Isso tornará o mercado mais competitivo no patamar de preços no qual a Apple se propõe a ganhar fatia de mercado", disse Anshul Gupta, diretor de pesquisa da Gartner.

O preço, assim como os recursos, deve colocar pela primeira vez a Apple diretamente contra telefones de companhias como Oppo, One Plus e Xiaomi, disseram analistas.

No lançamento do produto em Cupertino, na Califórnia, na segunda-feira, o vice-presidente da Apple de marketing do iPhone, Greg Joswiak, destacou a China como um mercado alvo, afirmando que telas de quatro polegadas como a do iPhone SE ainda são populares entre pessoas que compram seu primeiro smartphone.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.