Tamanho do texto

Empresa é acusada de favorecer seus próprios aplicativos em acordos com fabricantes de celulares que utilizam o Android

Se for considerada culpada, a empresa poderá receber multa de até US$ 7,4 bilhões
AP Photo/Virginia Mayo
Se for considerada culpada, a empresa poderá receber multa de até US$ 7,4 bilhões

A comissária europeia de defesa da concorrência, Margrethe Vestager, deve acusar o Google na quarta-feira, em um caso envolvendo o sistema operacional Android, afirmaram duas fontes com conhecimento do assunto. A empresa está sendo acusada por favorecer seus próprios aplicativos em acordos fechados com os fabricantes de celulares que utilizam o Android.

As acusações da União Europeia abrem um segundo front na batalha entre a Comissão Europeia e o Google, expondo a companhia ao risco de pesadas multas e de ter que fazer mudanças radicais na sua forma de negócios.

O Google já se defende de acusações da UE de que promove seu próprio serviço de shopping online em buscas feitas pelos usuários de seu mecanismo de pesquisa em detrimento de produtos rivais, um caso que tem se arrastado desde 2010.

Com receitas estimadas em 11 bilhões de dólares geradas por venda de anúncios em celulares Android equipados com aplicativos do Google como mapas, busca e email, os riscos são altos para a companhia norte-americana.

Margrethe disse que está preocupada com a possibilidade do Google estar favorecendo seus aplicativos ao exigir que fabricantes de celulares e operadoras de rede os pré-instalem nos aparelhos, o que prejudicaria competição de aplicativos rivais. O porta-voz da Comissão Europeia e o representantes do Google não comentaram o assunto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.