Tamanho do texto

Grupo Anonymous Brasil anunciou o fim dos ataques após a Justiça decidir desbloquear o aplicativo de mensagens

Grupo defende o uso da criptografia para proteger o direito à privacidade dos usuários
Reprodução
Grupo defende o uso da criptografia para proteger o direito à privacidade dos usuários

O grupo de hackers brasileiros do Anonymous anunciou na tarde desta terça-feira (3), o fim do ataque aos sites do Tribunal de Justiça do Sergipe (TJ-SE), da Justiça Federal do Sergipe e do governo estadual de Sergipe. De acordo com o comunicado, postado às 15h50 na página do grupo no Facebook, as páginas voltariam a operar normalmente nas próximas horas. Até o momento, apenas o site do TJSE não retornou ao ar.

O ataque foi iniciado na tarde da última segunda-feira, 2, logo após a Justiça de Sergipe pedir às operadoras brasileiras para bloquear o WhatsApp por 72 horas. Como forma de protesto, o grupo de hackers anunciou a derrubada dos sites em redes sociais com a hashtag #OpStopBlocking ("Operação Pare o Bloqueio", em tradução literal).

Procurado pelo jornal O Estado de S. Paulo, o Anonymous confirmou que os sites serão liberados por conta do desbloqueio do WhatsApp, mas que o processo pode demorar. "Vale notar que nós não somos um grupo centralizado, então vai levar um tempo até que os ataques sejam encerrados totalmente por todas as células participantes", informou o Anomymous.

Ainda conforme o Anonymous, o ataque, até o momento, foi do tipo DDoS (um ataque apenas de bloqueio de acesso, e não de invasão do sistema) e que ocorre com milhares de computadores espalhados pela internet, todos obedecendo ao comando, "como uma 'rede zumbi'", de acordo com o grupo. "Quando um site é retirado do ar propositalmente pelos técnicos, realocamos a banda para outros ataques e o monitoramos. Se eles tentam restabelecê-lo, nós o derrubamos novamente", revela o comunicado.

O setor de comunicação do TJ-SE nega que tenha havido o ataque. O tribunal revela que ocorreu uma ameaça de invasão e que, por conta disso, a equipe técnica agiu preventivamente e retirou o site do ar. A previsão é de que amanhã seja divulgada uma nota informando os prejuízos do bloqueio temporário do site e que os prazos processuais afetados também serão informados.

Ataque frustrado

Pelo Facebook, o Anonymous divulgou que também atacaria o site do governo sergipano pela URL www.se.com.br. Caso tenha sido essa a intenção do grupo, a tentativa foi frustrada: há quase quatro anos, o governo do Sergipe não utiliza mais esse endereço virtual. Segundo Rivaldo Ricardo, diretor de jornalismo da agência de notícias do governo, o site oficial do governo é o www.agencia.se.gov.br - e que as secretarias de governo operam com sites próprios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.