Tamanho do texto

Voo entre Ohio e Pensilvânia deve durar cerca de 17 horas

Avião deve realizar pelo menos uma parada em Nova York, antes de cruzar o Atlântico
Anna Pizzolante/Solar Impulse
Avião deve realizar pelo menos uma parada em Nova York, antes de cruzar o Atlântico

Um avião movido a energia solar decolou de Ohio, nos Estados Unidos, em seu mais recente trajeto de uma jornada pelo mundo. A aeronave suíça Solar Impulse 2 decolou do Aeroporto Internacional de Dayton rumo ao Aeroporto Internacional Lehigh Valley em Allentown, na Pensilvânia. O voo deve durar cerca de 17 horas.

O trajeto mais recente da aeronave foi realizado no último fim de semana, quando ele viajou do Aeroporto Internacional de Tulsa para Dayton. A partida do avião de Dayton foi adiada na segunda-feira, já que funcionários avaliavam possíveis danos após uma falha de energia nos ventiladores que mantêm o hangar móvel inflável.

O avião deve realizar pelo menos mais uma parada nos EUA, em Nova York, antes de cruzar o Atlântico rumo à Europa e ao norte da África. A viagem pelo mundo começou em março de 2015 em Abu Dabi, capital dos Emirados Árabes, e teve paradas em Omã, Mianmar, China e Japão.

A aeronave está equipada com 17 mil células solares, que abastecem os propulsores e carregam baterias. Pilotado pelos suíços Bertrand Piccard e Andre Borschberg, o avião consegue voar à noite com a energia estocada.

O projeto é estimado em mais de US$ 100 milhões e começou em 2002, com a intenção de destacar a importância da energia renovável e do espírito de inovação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.