Tamanho do texto

Empresas afetadas relataram 22.143 casos de e-mails falsos

FBI identificou tentativas em 79 países
Thinkstock
FBI identificou tentativas em 79 países

Um grupo de hackers tentou roubar mais de US$ 3 bilhões (cerca de R$ 10,5 bilhões) de bancos de todo o mundo. Segundo o Federal Bureau of Investigation (FBI), ao se passarem por executivos de empresas, os cibercriminosos cobraram as transferências bancárias por e-mail.

O FBI divulgou os dados ao lançar uma campanha de alerta para dar dicas sobre como se defender contra tais fraudes. Os casos, conhecidos como e-mail de compromisso comercial, atingem empresas, mas não consumidores.

As empresas afetadas relataram 22.143 casos envolvendo e-mails de compromisso comercial em que os criminosos solicitaram cerca de US$ 3,1 bilhões em transferências fraudulentas de outubro de 2013 até maio, segundo o FBI. Isso representa um forte aumento ante o número anterior da agência de segurança, de US$ 2,3 bilhões em perdas até fevereiro.

A maior parte dos casos envolveu pedidos de transferência de fundos para bancos na China. Entretanto, foram identificadas tentativas em 79 países até o momento, de acordo com o FBI.