Tamanho do texto

Preço médio da internet fixa caiu 15,5% em relação a 2014, mas empresas deixaram de cumprir metas definidas pela agência

Preço médio de 1 Mbps caiu de R$ 21,18, em 2010, para R$ 5,98, em 2015
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Preço médio de 1 Mbps caiu de R$ 21,18, em 2010, para R$ 5,98, em 2015

O preço médio da internet fixa caiu 71% desde 2010, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em seu relatório anual referente a 2015. O levantamento da agência, que calcula o valor médio de 1 Mbps, apontou que o valor médio pago pelos consumidores ficou em R$ 5,98 em 2015, contra R$ 21,18 em 2010.

Em comparação com 2014, a redução foi de 15,5% quando o preço médio era de R$ 7,08. A Anatel analisa os preços a partir do número de usuários por faixa de velocidade, da velocidade média oferecida pelas empresas e da receita total das prestadoras.

Em 2015, o valor de 1 Mbps ficou acima da média em planos da Oi (R$ 10,27) e da Telefonica/Vivo (R$9,36). Por outro lado, as operadoras Sercomtel (R$ 5,29), GVT (R$ 2,73), Claro/NET (R$ 2,26) e TIM (R$ 2,04) tiveram preços abaixo da média.

LEIA MAIS:  Consumo de dados de internet fixa será o dobro em quatro anos

Ao mesmo tempo, houve queda na qualidade dos serviços da banda larga fixa . De acordo com o relatório, as operadoras cumpriam 59,8% das metas estabelecidas ao final de 2015. Em comparação, as empresas terminaram o ano de 2014 cumprindo 68,07% das metas. Segundo a Anatel, a queda deve-se à progressão da meta de alguns indicadores e à mudança no método utilizado para analisar a qualidade.

Competição

O número de empresas autorizadas a oferecer serviços de banda larga cresceu 19,5% em 2015. Segundo a Anatel, o aumento foi possibilitado por alterações que simplificaram o processo de licenciamento, como a redução do valor de autorização de R$ 9 mil para R$ 400. Apesar do surgimento de novas empresas, o setor de banda larga fixa segue com as mesmas empresas na liderança.

LEIA MAIS: Vivo terá limite de internet para clientes antigos que mudarem de plano

A Claro/NET completou o ano de 2015 com 31,84% do mercado. Na sequência, a Vivo, que incorporou a GVT, contou com 28,63% dos usuários e ultrapassou a Oi, que terminou 2015 com 25,02% dos usuários de banda larga fixa.