Tamanho do texto

Plataforma anunciou nesta semana o lançamento do Re: View, serviço que envia e-mails mensais com os maiores destaques e tendências de conteúdo

Novo serviço de newsletter do Youtube também beneficia os criadores
Pexels
Novo serviço de newsletter do Youtube também beneficia os criadores

Apesar de ser um serviço já não muito utilizado nos dias atuais, o newsletter passou a integrar a estratégia de comunicação do Youtube nesta semana. O produto, batizado de Re: View" será caracterizado como um e-mail mensal enviado para usuários que sejam cadastrados no site, sempre apresentando os destaques do período.

LEIA: Facebook anuncia mudança na timeline para priorizar publicações com notícias

O serviço é realizado de forma mais direcionada, enviando conteúdos específicos, de acordo com as pesquisas realizadas pelos usuários, para agradar a todos. No primeiro envio, por exemplo, os cadastrados que procuram majoritariamente por vídeos de entretenimento, receberam os conteúdos que tiveram mais repercussão no mês de julho, como a música "Sim ou Não", da cantora Anitta em parceria com o colombiano Maluma. 

A cada mês, um convidado diferente ficará responsável pela organização do conteúdo que será enviado aos usuários pela newsletter. Nos e-mails de julho, o encarregado foi Felipe Castanhari, do Canal Nostalgia. 

LEIA MAIS: Ingressos para o primeiro torneio  internacional de LoL no Brasil custam R$ 60

Além do envio de vídeos que bombaram para os usuários, o Re: View também beneficia os criadores a partir da apresentação de tendências e insights sobre quais conteúdos estão apresentando os melhores resultados. A newsletter apresenta as páginas que fizeram sucesso no mês, também são apresentados canais que podem trazer inspiração. No primeiro mês, por exemplo, o conteúdo foi voltado, em maior parte, para quem trabalha com games. 

Para as crianças

O site também aproveita a newsletter para fazer a divulgação de um outro serviço lançado recentemente no Brasil, o Youtube Kids – aplicativo voltado para o conteúdo educativo, recomendado para crianças de 2 a 8 anos. Ele permite maior controle para os pais e está disponível para iOS e Android. 

Todo o conteúdo presente no aplicativo passa por aprovação antes de ser disponibilizado, porntanto, não há perigo da criança encontrar conteúdos inadequados. Ao primeiro acesso, os pais podem definir algumas especificações, como a faixa de idade. 

LEIA TAMBÉM: Instagram Stories ainda divide opiniões em "guerra" com Snapchat

Além disso, existe a possibilidade de escolher se as buscas dentro do Youtube Kids serão liberadas para a criança ou não. Em caso de negativa, será permitido o acesso apenas para as categorias de séries, músicas, explorar e aprender.



    Leia tudo sobre: Youtube