Tamanho do texto

Aparelho deverá ser à prova d'água e receber um processador mais rápido, além de apresentar novas opções de cores e maior armazenamento

Brasil Econômico

Tim Cook, CEO da Apple, durante lançamento do iPhone SE, modelo menor e mais barato que o aparelho padrão
Janko Roettgers/Reuters
Tim Cook, CEO da Apple, durante lançamento do iPhone SE, modelo menor e mais barato que o aparelho padrão

Nesta quarta-feira, a Apple realiza seu principal evento anual na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. A conferência anual é utilizada para apresentar os principais lançamentos da empresa para os próximos meses e será o local onde o iPhone 7 e outros produtos deverão ser lançados.

LEIA MAIS: Tim Cook e Mark Zuckerberg: a diferença entre líderes do setor tecnológico

No último ano, a principal novidade foi o tvOS, sistema operacional para televisões inteligentes. A empresa também apresentou o iPhone 6S e novas versões para o iPad Pro e o Apple Watch. O evento ainda foi utilizado para apresentar uma série de atualizações para os sistemas utilizados pelos aparelhos da Apple.

A possível chegada do novo iPhone despertou algumas especulações de sites internacionais especializados em tecnologia. A Apple já anunciou que o novo iPhone será bem parecido com o atual e não apresentará mudanças significativas como nos anos anteriores. O site Ars Technica, no entanto, diz que os usuários podem esperar mudanças no hardware do smartphone, com processador mais rápido, câmera com mais qualidade e uma diversas melhorias relacionadas à parte interna do aparelho.

A Apple deverá apresentar dois tamanhos para o celular: 4,7 polegadas e 5,5 polegadas. A câmera é um dos pontos que mais chamam a atenção. O modelo com tela maior deve ganhar duas lentes para a câmera traseira. O objetivo é ajudar o usuário a definir focos diferentes para simular a idéia de zoom ótico, evitando que as imagens fiquem distorcidas. O sistema permite que cada câmera faça imagens independentes, que depois são unidas pelo software. O recurso também permite tirar fotos melhores em ambientes com pouca luz. O iPhone 7 deve permanecer com uma câmera de 12 MP. 

Uma mudança que é percebida rapidamente é a ausência do botão Home, que não será mais mecânico, mas sensível ao toque e a diferentes níveis de pressão, como acontece no MacBook e Apple Watch. A alteração deve diminuir a necessidade de manutenções no iPhone e ainda dará mais espaço para a Apple distribuir componentes internos ou deixar o celular mais fino.

Apple deve retirar entrada para fones de ouvido na nova versão do iPhone
Reuters
Apple deve retirar entrada para fones de ouvido na nova versão do iPhone

Estas mudanças, no entanto, não chegam nem perto da possível retirada do "jack" de fone de ouvido. De acordo com a empresa, a entrada será removida para incluir um novo microfone na parte inferior do iPhone. As tradicionais entradas de 3,5 mm  serão substituídas por uma porta Lightning, que seria responsável pelo carregador e pelos fones, ou pelo Bluetooth, caso a Apple decida oferecer suporte apenas para fones de ouvido sem fio. Cogita-se que a empresa tenha desenvolvido seus próprios fones de ouvido sem fio que se conectam via Bluetooth, justamente, por causa do novo celular.   

Alguns entusiastas da Apple já declaram que a decisão de retirar o "jack"de fone de ouvido é semelhante a dar fim aos leitores de disquete e de CD/DVD. São escolhas difícieis, que podem ser dolorosas no início, mas serão vantajosas no futuro.

Outra novidade que deverá ser anunciada é a resistência à água, assim como o Apple Watch, permitindo ao iPhone chegar a cerca de um metro de profundidade durante 30 minutos. O novo smartphone também deve ser lançado em novas cores. Além das tradicionais, como o rosa dourado, o prata dourado e o dourado, o iPhone 7 deve receber versões nas cores preto e azul.

LEIA MAIS: iOS 10: confira as 5 principais novidades do novo sistema da Apple

Em relação ao hardware, o iPhone 7 deverá ter um processador Apple A10, com seis núcleos. O iPhone 6s, por exemplo, utiliza o processador Apple A9 de dois núcleos. O modelo 7 Plus deverá ter 3 GB de memória RAM, enquanto a versão mais simples permanecerá com 2 GB. A opção de 16 GB de armazenamento será abandonada pela empresa, que deverá lançar três novos modelos: 32 GB, 128 GB e 256 GB.

Apple Watch

Algumas especulações apontam que a Apple apresentará a segunda geração do Apple Watch. O lançamento de um novo relógio inteligente pode ser a primeira novidade da empresa na área de dispositivos vestíveis desde a primeira apresentação do Watch, em 2015. O dispositivo deverá ganhar um GPS. A ferramenta de localização será útil para os usuários que têm apenas os relógios como companheiros de caminhada ou passeios de bicicleta. O GPS no Apple Watch acabará com a necessidade de levar o iPhone para todos os exercícios. Quando pode, a primeira versão do relógio se conecta com o celular para exibir mapas, mas perde muita precisão quando não está conectado.

Alguns rumores afirmam que a Apple já está planejando uma próxima versão do relógio com suporte para redes 4G/LTE. Limitações da bateria atual devem manter o recurso fora do Apple Watch 2. As pulseiras devem continuar compatíveis com a nova versão do aparelho. O relógio também poderá receber uma câmera frontal para chamadas realizadas pelo Facetime.

Atualizações de software

A divulgação de datas de lançamento para atualizações dos sistemas da Apple já está confirmada para o evento. Os usuários poderão saber quando poderão utilizar o iOS 10, macOS Sierra, watchOS 3 e tvOS 10. A empresa também poderá  usar o evento para lançar atualizações menores para os seus dispositivos.

Entre as mudanças, o iOS 10 é o que mais chama a atenção. O sistema operacional  ganhará mudanças nas notificações, que ficarão mais parecidas com a tela de bloqueio. Os usuários de iPhone também terão acesso à Siri disponível para aplicativos de terceiros. Atualmente, a assistente virtual se comunica apenas com programas nativos. Para os desenvolvedores, serão apresentadas novas APIs que prometem dar uma liberdade inédita para criar aplicativos no sistema.

Apesar das novidades para o smartphone, alguns sites internacionais afirmam que o sistema não apresentará melhorias significativas para usuários do iPad. Para conferir as futuras mudanças de sistema operacional, o lançamento do iPhone 7 e outras novidades apresentadas pela Apple, acompanhe a transmissão da empresa nesta quarta-feira (7), a partir das 14h (horário de Brasília), por meio deste link .

* Com informações da Ansa e do Ars Technica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.