Tamanho do texto

Juiz ordenou na quarta-feira (5) revelação do IP do administrador do perfil falso que satirizava o político Udo Dohler, candidato a prefeito de Joinville

Facebook cumpriu ordem judicial e retirou perfil falso de candidato do ar
iStock
Facebook cumpriu ordem judicial e retirou perfil falso de candidato do ar

O Facebook tirou do ar um perfil anônimo que satirizava o candidato a prefeito de Joinville (SC) Udo Dohler (PMDB) após o juiz eleitoral Renato Roberge ordenar na quarta-feira (5) a suspensão da rede social por 24 horas em todo o Brasil.  Além do bloqueio da plataforma, o juiz exigiu a revelação do IP do administrador do perfil "Hudo Caduco", uma multa de R$ 30 mil por dia de descumprimento da ordem de exclusão; multa de R$ 30 mil por transgressão aos artigos 57-D e 57-F da lei 9.504/97; e direito de resposta do candidato.

+ Veja idiomas que você nem imaginava que existiam no Facebook

A assessoria de imprensa do Facebook informou ao iG que foi notificada sobre a ordem emitida pelo juiz Renato Roberge e que, atendendo à solicitação judicial, retirou do ar o perfil falso do candidato dentro do prazo estabelecido e forneceu informações básica do usuário criador da página "Hudo Caduco".

O iG entrou em contato com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), e com o Tribnal Regional Eleitoral de Santa Catarina, mas não obteve resposta.

+ Proteste questiona Facebook por acesso a dados de usuários no WhatsApp

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.