Tamanho do texto

Organização exerce papel importante porque youtubers podem precisar de auxílio em situações como disputas por direitos autorais, por exemplo

ICG cobra uma assinatura anual de R$ 188 para auxiliar youtubers
Reprodução
ICG cobra uma assinatura anual de R$ 188 para auxiliar youtubers

Todos os setores de trabalho costumam ter um sindicato para defender os direitos dos profissionais da área. Com o crescimento do número de criadores de conteúdo para Youtube , viu-se a necessidade de criação de um órgão que auxiliasse estas pessoas, tendo em vista que muitas delas trabalham exclusivamente por meio da plataforma de vídeos do Google. Surgiu assim o Internet Creators Guild, considerado o "sindicato" dos youtubers.

+ Twitter anuncia que rede social de vídeos curtos Vine será descontinuada

Esta organização exerce um papel importante para os youtubers  porque existem diversas situações nas quais eles podem precisar de auxílio, como disputas por direitos autorais e demais burocracias enfrentadas por produtores de conteúdo da plataforma.

Muitas pessoas que ainda não possuem prática em trabalhar com o Youtube acabam comentendo infrações que geram penalidades – conhecidas como strikes. Isso pode acontecer por conta do uso de cenas de conteúdos de terceiros, como filmes, por exemplo.

Em meio às dificuldades, estes produtores de conteúdo acabam precisando recorrer às networks, buscando algum tipo de auxílio. Como estes serviços não são baratos, o ICG foi criado para prestar ajuda a quem não tem tamanho ou receita o suficiente para custear estes gastos, pois cobra valores mais baixos. 

+ Facebook lança ferramenta para ajudar usuários a encontrar grupos de interesse

O Internet Creators Guild cobra uma assinatura anual de US$ 60, algo em torno de R$ 188. Pagando este valor, além de receber auxílio jurídico, o contratante terá um serviço que será referência pra os prodetores de conteúdo de canais pequenos, que estão em crescimento, com foco principal na educação dos integrantes e no desenvolvimento de uma comunidade colaborativa. 

De acordo com o site do grupo, as pessoas que fazem a assinatura recebem acesso às estratégias, casos e informações sobre diversos temas. Eles são ensinados sobre como evitar o ataque de hackers ao canal e os princípios mais importantes para ganhar dinheiro na plataforma. 

+ Pocket é aplicativo que permite salvar textos para ler mais tarde

Além disso, a organização também dá explicações em relação aos contratos de patrocínio e o funcionamento de anúncios nos vídeos, tratando as exigências que estes eventuais anunciantes podem fazer. Análise de tendências e dicas em relação à criação dos produtos também integram os seviços prestados pelo grupo de auxílio aos youtubers. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.