Tamanho do texto

VivoBook tem acabamento em alumínio, além de tela e track pad com suporte a multitoque e custa R$ 1,6 mil

Como todo ultrabook, o VivoBook S400C, da Asus , pretende andar no meio do caminho e oferecer o poder de processamento de um computador ao mesmo tempo em que o usuário pode mobilidade similar à oferecida pelos tablets.

LEIA TAMBÉM:
Veja todas as análises de notebooks publicadas pelo iG

O produto atende quem está à procura de um notebook moderno com uma boa relação custo-benefício. Contudo, a bateria pode durar menos do que o usuário imagina e interagir com a tela sensível ao toque pode ser pouco confortável.

Confira abaixo a análise e veja fotos do ultrabook da Asus:

A favor:

- Acabamento moderno;
- Já vem com HD particionado para armazenar arquivos;
- Tela e trackpad com suporte a multitoque;
- Sistema de som de boa qualidade.

Contra:

- Bateria não dura muito;
- Não tem botões de atalho direto para mudo e volume (apenas usando tecla Fn).

Design

Um dos pontos altos do VivoBook é a tampa do produto em alumínio escovado na cor preta. Este acabamento sofisticado traz ao ultrabook um ar sóbrio, mas ao mesmo tempo moderno, fator importante para quem pretende utilizar o produto também para trabalhar.

A parte interna do notebook, onde fica o teclado, é prateada com as teclas na cor preta. O design lembra o MacBook Pro, mas as teclas possuem maior espaço entre si, o que torna a digitação confortável. Pequenos LEDs na borda indicam se o notebook está ligado ou carregando. O produto não possui teclado numérico, como a outros produtos similares.

Embora muitos notebooks tenham teclas dedicadas para controle de volume e de brilho, estes recursos não ocupam espaço adicional no VivoBook. Eles dividem espaço com outras teclas do produto e podem ser facilmente acessadas quando pressionadas em conjunto com a tecla Função (fn).

O trackpad do VivoBook é bastante espaçoso e não possui divisão para os botões. Uma de suas vantagens é o suporte multitoque. O usuário pode deslizar dois dedos para cima e para baixo para rolar a tela da nova interface do Windows 8 para as laterais. Nesta mesma tela, use o movimento de pinça para reduzir o zoom e ver todos os blocos de aplicativos na área de trabalho. O recurso também é útil para dar zoom em imagens, sem ter que tocar na tela.

Com relação ao tamanho e peso, o VivoBook, assim como outros ultrabooks, é mais leve que um notebook comum, mas não espere a mesma portabilidade de um tablet. Apesar de ser bem fino, com apenas 2,1 centímetros de espessura em sua parte mais grossa, o VivoBook pesa 1,8 quilo – na média da categoria. É do tipo que, se estiver na sua mochila o dia todo, pode pesar mais do que você esperava. Porém, ao usar o produto, mesmo que sobre o colo, a experiência é bastante confortável.

Tela

O VivoBook tem tela de LED com 14 polegadas e resolução HD (1.366 x 768 pixels). O LED ocupa quase toda a tela e as bordas laterais são finas, o que dá acabamento elegante ao conjunto. A tela tem orientação 16:9 e cumpre o que promete na exibição de vídeos. A tela exibe cores vivas, algo especialmente positivo para a nova interface do Windows 8, que possui design colorido.

Tela sensível ao toque do VivoBook é um dos destaques do produto
Claudia Tozetto/iG
Tela sensível ao toque do VivoBook é um dos destaques do produto

A tela do produto suporta até 10 toques simultâneos. Embora seja de boa qualidade e a chegada das telas sensíveis ao toque aos notebooks tenha aumentado o potencial de uso desses produtos, é preciso alertar o usuário que estender o braço repetidas vezes para navegar na internet e em aplicativos da nova interface do Windows 8 é um tanto desconfortável.

A tela sensível ao toque tem maior serventia nos híbridos de notebook e tablet ou nos próprios tablets. Nestes produtos, quando o usuário navega na internet ou joga um game na Xbox Live preparado para telas sensíveis ao toque, basta que ele passe a usar o dispositivo como tablet. A experiência se torna muito mais natural e satisfatória.

Conexões

Do lado esquerdo do notebook, o VivoBook apresenta duas conexões USB 2.0, a entrada para cartão de memória SD (é possível usar o microSD do celular em um adaptador no tamanho SD para baixar fotos, por exemplo). Há uma entrada para a trava Kensington, também conhecida como “K-lock”, que permite conectar o notebook em um cabo de segurança para evitar que ele seja roubado.

Neste lado também fica a entrada para microfone e/ou fone de ouvido. Em geral, não se trata de um lugar comum para conectar o fone de ouvido, já que o usuário pode precisar de um cabo maior e o fio pode acabar passando sobre o teclado. Outros modelos de ultrabook à venda no mercado oferecem entrada e saída e áudio na parte frontal do notebook.

Do lado direito fica a única entrada USB 3.0 disponível no modelo da Asus. Mais rápida, a versão 3.0 da porta USB permite transferir arquivos a uma velocidade de 4,8 Gbps, dez vezes maior que os atuais 480 Mbps do USB 2.0, desde que o periférico também seja compatível  com essa tecnologia. Além disso, ela oferece mais energia que o USB 2.0 e carrega mais rápido a bateria do seu smartphone ou iPod.

Há ainda uma conexão HDMI, útil para transmitir vídeos para TV, uma entrada VGA e outra Ethernet, além da entrada para o carregador de energia. Em relação às conexões sem fio, o VivoBook oferece Wi-Fi e Bluetooth 4.0.

Processamento

No meio do caminho entre os ultrabooks básicos e os topo de linha, o VivoBook é equipado com processador Intel Core i5 de 1,7 GHz com quatro núcleos. O produto possui 4 GB de memória RAM, além de placa gráfica Intel HD Graphics 4000, modelo comum em notebooks e ultrabooks na mesma faixa de preço.

Este conjunto levou o VivoBook a alcançar a pontuação de 4,8 no Nível de Experiência Windows, escala da Microsoft que vai de 1 a 9,9. A nota segue o resultado mais baixo entre todos os itens analisados pelo teste e fica neste patamar de médio para baixo por conta do uso da placa Intel HD Graphics 4000, a mais usada em notebooks. A nota, portanto, está na média de produtos com configuração semelhante.

Isso não significa que o ultrabook seja ruim. Nos testes do iG , o computador apresentou bom desempenho durante tarefas do dia a dia, como navegar na internet, assistir vídeos e jogar games na nova interface do Windows. 

O disco rígido oferece 500 GB de espaço para armazenamento de arquivos. Embora o espaço seja suficiente para a maioria dos usuários, ele é o mesmo oferecido por notebooks mais baratos, como o ultrabook básico da Lenovo (modelo S400u).

Um detalhe interessante é o HD particionado, com uma parte dedicada para o sistema operacional e arquivos de programas, enquanto a outra fica livre para que o usuário organize seus arquivos. Não é apenas de uma questão de organização: no caso de um problema com o Windows, o usuário pode restaurar ou reinstalar o sistema, sem que seus preciosos textos, fotos, vídeos e músicas sejam afetados. É uma boa prática de gerenciamento de arquivos.

VivoBook já vem com HD particionado para armazenar arquivos, uma boa prática de gerenciamento
Claudia Tozetto/iG
VivoBook já vem com HD particionado para armazenar arquivos, uma boa prática de gerenciamento

Sistema operacional e aplicativos

O VivoBook vem com o Windows 8, sistema que foi lançado no ano passado mas ainda é novidade para quem não acompanha de perto o noticiário de tecnologia. O sistema tem design moderno, mas completamente diferente das versões anteriores do Windows. Quem não se adaptar ao novo visual pode usar o computador em modo desktop, com a interface clássica do sistema.

A confusão nas duas interfaces do sistema operacional, associada à quantidade reduzida de aplicativos na Windows Store em relação aos concorrentes, pode atrapalhar um pouco a vida do usuário. Contudo, a atualização do Windows 8.1 promete corrigir algumas falhas do sistema, como a falta do botão “Iniciar”.

Bateria e mídia

Durante os testes do iG , o VivoBook resistiu a três horas e quarenta minutos de reprodução contínua de vídeo com resolução HD (720p) em tela cheia, com a conexão Wi-Fi ligada. Em uso moderado, com a reprodução de vídeos no YouTube, navegação básica na internet e uso de aplicativos, a bateria durou cerca de cinco horas. 

Um detalhe interessante é o aplicativo Power4Gear, que já vem pré-instalado e permite um ajuste fino do consumo de bateria do produto. O usuário pode configurar quanto tempo o computador leva até desligar ou reduzir o brilho da tela ou entrar em hibernação, quando conectado ao carregador ou no modo de bateria. Para alterar as configurações, basta acessar “Painel de Controle” e depois “Opções de Energia”. 

O VivoBook é equipado com sistema de som Sonic Master, que oferece qualidade de áudio superior ao de outros modelos de ultrabooks à venda no mercado. O sistema foi desenvolvido por uma equipe de áudio da própria Asus e a tecnologia é certificada pela Bang & Olufsen.

Ficha técnica

Asus VivoBook S400C

Preço: R$ 1,6 mil
Configurações: tela de LED de 14 polegadas com resolução HD (1.366 x 768 pixels), sistema operacional Windows 8, processador Intel Core i5 de 1,7 GHz, memória RAM de 4 GB, placa gráfica Intel Graphics HD 4000, disco rígido de 500 GB, conexões Wi-Fi, USB 2.0 e USB 3.0, HDMI, Bluetooth 4.0, webcam de 1 megapixel.
Dimensões: 33,9 x 23,9 x 2,1 cm
Peso: 1,8 kg
Autonomia de bateria: Menos de quatro horas (com reprodução de vídeo em HD) e cerca de cinco horas em uso moderado.
O que vem na caixa: Cabo de força, fonte, manual, bateria e ultrabook.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.