Tamanho do texto

Serviço é alternativa em casos de roubo e danos acidentais, mas consumidor precisa se atentar a informações importantes antes da contratação

Brasil Econômico

O número de celulares no Brasil já é maior que o número de habitantes. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o País registrou 247,4 milhões de linhas móveis em operação em novembro para pouco mais de 200 milhões de pessoas. O dados mostram que o aparelho faz parte da vida dos brasileiros e carrega informações importantes para os usuários.

+ Vale a pena ter seguro? Quebra de tela é a campeã entre defeitos com smartphones

Para evitar preocupações em caso de roubo, danos acidentais ou pane elétrica, muitos consumidores optam por contratar um seguro para celular. O serviço é uma boa alternativa pois permite o pagamento de um valor menor nestas situações. Segundo a Bidu Corretora, o consumidor precisa se atentar a algumas informações importantes antes de contratar um seguro para celular . Confira algumas dicas essenciais para quem deseja contatar o serviço.

Antes de contatar seguro para celular, consumidor precisa se atentar à cobertura prevista pela empresa
Flickr/magicatwork
Antes de contatar seguro para celular, consumidor precisa se atentar à cobertura prevista pela empresa


+ Android: vírus que acessa conta do Google atingiu um milhão de aparelhos

Documentos necessários

Para contratar um plano, o cliente precisa fornecer um documento da compra. De acordo com a empresa, o seguro não pode ser feito sem a nota fiscal do celular. Dados pessoais como CPF, endereço e idade do usuário do aparelho também são necessários. Outra informação importante é a data de compra do celular. O aparelho precisa ter, necessariamente, menos de 12 meses de uso.

Coberturas

Um dos principais fatores que influenciam no preço do plano são as coberturas contratadas. A informação é essencial para todos os seguros convencionais e não é diferente para os smartphones. Antes de contratar uma empresa, verifique se a cobertura prevista será realmente necessária para seu perfil. De acordo com a Bidu Corretora, os planos mais comuns oferecem cobertura contra roubo e danos acidentais. 

+ Cinco formas de evitar a armadilha de viver em sua própria "bolha" no Facebook

Opções de franquia

A franquia é o valor que o segurado deve pagar à seguradora para reparar ou indenizar o sinistro. Em geral, os seguros para smartphone também preveem este pagamento. O valor, no entanto, varia de acordo com as coberturas. Por isso, antes de contratar um plano, confirme o valor da franquia com a corretora para não ter nenhuma surpresa. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.