Tamanho do texto

Lançamento da Xiaomi acontece no dia 30 em São Paulo

No útimo dia do primeiro semestre de 2015, 30 de junho, Hugo Barra, executivo brasileiro responsável pela expansão da Xiaomi no mundo, deve finalmente anunciar a chegada de alguns aparelhos da chinesa no Brasil.  O evento confirma os vários rumores de que a fabricante estava fazendo o possível para chegar ao País ainda no primeiro semestre . Desde o ano passado,  a companhia vem crescendo em um ritmo alucidado , impulsionada principalmente pelo seu sucesso na China e pela fama de oferecer produtos bons a preços baixos. 

LEIA:  Purificador e câmera de ação: conheça 7 produtos da Xiaomi além dos celulares

Pouco se sabe da chegada da Xiaomi além de um escritório na Vila Olímpia e do evento marcado para a manhã da próxima terça-feira em São Paulo, no Theatro da NET, no shopping Vila Olímpia. Além da imprensa, foram convidados MiFãs, como são chamados os fãs da marca, que tiveram a oportunidade de se increver para o lançamento no site do evento. O número, porém, era limitado, e apenas aqueles que receberam um código de confirmação poderão entrar no evento.

Além da fama dos produtos bons a preços baixos, sabe-se que os smartphones da Xiaomi rodam Android com uma interface própria, a MIUI, que possuem, em sua maioria, processadores da Qualcomm, e que contam com um design que lembra bastante os antigos iPhones, da Apple.

Esse, aliás, é um dos motivos para a empresa ser constantemente chamada de Apple da China . As lojas com design minimalistas e as embalagens elegantes – além de um CEO, Lei Jung, que se veste sempre da mesma forma –, ajudaram a fortalecer essa imagem. Porém, se pensarmos que se trata de uma empresa que vende celulares baratos, em nada a Xiaomi se parece com a Apple. 

Enquanto o anúncio não chega, conheça alguns dos aparelhos lançados em 2014 e 2015 e que podem vir para o Brasil.

Xiaomi Mi 4i

Anunciado em abril deste ano, o Mi 4i é um dos mais recentes produtos da Xiaomi. O aparelho tem tela Full HD de 5 polegadas, Dual-chip, é compatível com a rede 4G, tem processador Qualcomm Snapdragon 615 com dois quad-core, um de 1.7 GHz e outro de 1 GHz. 

Com 2 GB de memória RAM e 16GB de armazenamento, sem cartão microSD, o aparelho já foi lançado rodando Android 5.0, a última versão do sistema operacional do Google.

A câmera frontal é de 5 megapixels e a traseira de 13 megapixels com flash LED duplo com dois tons e vários recursos de software comuns em concorrentes. A bateria é de 3.120 mAh não removível, mas conta com carregamento rápido de 40% em 60 minutos.

Vendido por cerca de US$ 250, aproximadamente R$ 850, o aparelho tem versões nas cores cinza escuro, branco, preto, amarelho, azul e rosa.

Xiaomi Mi Note

Novidade anunciada em janeiro deste ano, o Mi Note é um aparelho com tela Full HD de 5,7 polegadas, ou seja, um phablet (smartphone de tela grande). Com dois chips e compatibilidade com a rede 4G, o aparelho foi originalmente lançado com Android 4.4.

Por dentro, o Mi Note tem um processador Snapdragon 801 da Qualcomm que é quad-core com 2.5GHz. A memória RAM é de 3 GB, enquanto a memória de armazenamento pode ser de 16 GB ou 64 GB, sem espaço para cartão de memória.

A câmera traseira é de 13 megapixels com flash LED duplo com duas tonalidades e estabilizador óptico, enquanto a frontal é de 4 megapixels com abertura de f. 1/3. A bateria é de 3.000 mAh não removível, mas possui carregamento rápido: 60% em 30 minutos.

O preço gira em torno de US$ 440, cerca de R$ 1.300, e o aparelho é vendido nas cores branco e preto. 

Xiaomi Mi Note Pro

Também lançado em janeiro de 2015, o Mi Note Pro é uma evolução do Mi Note como o nome sugere. O aparelho também tem tela de 5,7 polegadas, mas de resolução Quad HD, dois chips e compatibilidade com a rede 4G. Porém, já roda Android 5.0 e tem 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento. O processador também é diferente: um Snapdragon 810 com dois quad-core, um de 1.5 GHz e outro de 2 GHz.

As câmeras são as mesmas: 13 megapixels com flash LED com duplo tom e estabilizador de imagem na traseira e uma de 4 megapixels com abertura de f. 1.3 na parte frontal do aparelho. A bateria é de 3.000 mAh não removível, mas possui a tecnologia de carregamento rápido: 60% em 30 minutos.

O Mi Note Pro é vendido nas cores branco, preto e dourado por cerca de US$ 740, em torno de R$ 2.300 quando convertido do dólar.

Xiaomi Redmi Note 2

Anunciado em janeiro deste ano, o Redmi Note 2 tem tela HD de 4,7 polegadas e é dual chip. Lançado originalmente com Android 4.4, o aparelho possui um processador Qualcomm Snapdragon 410 quad-core com 1.2 GHz.

No que diz respeito à memória, o Redmi Note 2 tem duas opções de configurações: 8 GB de armazenamento com 1 GB de RAM, ou 16 GB de armazenamento com 2 GB de RAM, mas conta com espaço para expansão da memória via cartão microSD de até 32 GB.

A câmera traseira tem 8 megapixels com flash LED, enquanto a frontal é de 2 megapixels. A bateria de 2.200 mAh possui tecnologia de carregamento rápido: 30% em 30 minutos de acordo com a fabricante.

Encontrado por US$ 130, cerca de R$ 410, ele é vendido nas cores branco, preto, amarelo, rosa e verde.

Mi 4

Aparelho anunciado em julho de 2014, o Mi 4 é um smartphone compatível com a rede 4G e com tela Full HD de 5 polegadas. Lançado originalmente com Android 4.4, o celular possui um processador da Qualcomm Snapdragon 801 quad-core com 2.5 GHz. A memória RAM é de 3 GB, enquanto a de armazenamento varia de 16 GB a 64 GB. Esse é um dos únicos que não é dual chip.

A camera traseira tem 13 megapixels com flash LED, enquanto a frontal tem 8 megapixels. A bateria, não removível, é de 3.080 mAh e tem carregamento rápido: 60% em 30 minutos.

Em dezembro de 2014, uma nova versão compatível com a rede 4G, na cor branca, foi lançada. Esse modelo custa cerca de US$ 260, em torno de R$ 830.

Redmi 1S

Anunciado em maio de 2014, o Redmi 1S é um aparelho com tela HD de 4,7 polegadas, dual chip e compatível com a rede 3G. Lançado originalmente com Android 4.3, possui um processador da Qualcomm Snapdragon 400 quad-core de 1.6 GHz.

De memória, apresenta 1 GB de RAM e 8 GB de armazenamento, expansível para 32 GB com cartão microSD.

A câmera traseira tem 8 megapixels com flash LED, enquanto a frontal é de 1.6 megapixels. A bateria é de 2.000 mAh.

O preço atual é cerca de US$ 150, em torno de R$ 470. O Redmi 1S é vendido nas cores preto, vermelho, cinza metálico, azul, verde e amarelo.

Redmi Note

De março de 2014, o Redmi Note tem tela HD de 5,5 polegadas, com dois chips e compatível com a rede 3G. Lançado originalmente com Android 4.2, tem processador Mediatek MT6592 octa-core de 1.4 ou 1.7 GHz. A memória RAM é de 1 ou 2 GB e a de armazenamento de 8 GB, expansível para 32 GB com cartão microSD.

A camera traseira é de 13 megapixels, com flash LED, enquanto a frontal tem 5 megapixels. A bateria é de 3.100 ou de 3.200 mAh.

Em agosto de 2014, uma versão compatível com a rede 4G foi lançada, também nas cores branco e preto. O preço atual é da versão 4G é US$ 180, cerca de R$ 580.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.