A lista de senhas mais utilizadas no ano mostra que muitas pessoas continuam a se arriscar, utilizando opções fracas e de fácil adivinhação: “qwerty", "abc123", "111111" e "iloveyou"

Reprodução
"123456" é a nova líder do ranking das piores senhas, ultrapassando "password"

Nesse final de semana, a SplashData divulgou uma lista com as 25 piores senhas da internet em 2013. Pela primeira na história do ranking, “password” perdeu a primeira posição para uma senha que já havia sido duas vezes vice-campeã: “123456”.

LEIA TAMBÉM: Conheça novas ferramentas digitais para evitar a espionagem online

De acordo com SplashData, a lista deste ano foi influenciada pelo grande número de senhas de usuários da Adobe postadas online pela empresa de consultoria em segurança Stricture Consulting Group ao divulgar a falha.

Ao ver senhas como “adobe123” e “photoshop”, Morgan Slain, CEO da SplashData disse em comunicado que esse vazamento serve como um lembrete para as pessoas não criarem suas senhas a partir do nome do site ou do aplicativo que está acessando.

A lista de senhas mais utilizadas em 2013 mostra que muitas pessoas continuam a se arriscar, utilizando senhas fracas e de fácil adivinhação como: “qwerty", "abc123", "111111" e "iloveyou".

Segundo ele, outro aspecto interessante é que muitas senhas numéricas permanecem curtas, mesmo que os sites estejam começando a aplicar políticas de segurança mais fortes. Como exemplo, ele cita "1234" na posição 16, "12345" na posição 20, e "000000" na posição 25.

A SplashData libera sua lista anual na tentativa de estimular a adoção de senhas mais fortes pelos internautas. "Como sempre, esperamos que com mais publicidade sobre como é arriscado usar senhas fracas mais pessoas tomem medidas simples para se proteger, usando senhas fortes e distintas para sites diferentes”, disse Slain em comunicado.

Na terceira coluna, o ranking compara o desempenho das piores senhas de 2013 com 2012
Reprodução
Na terceira coluna, o ranking compara o desempenho das piores senhas de 2013 com 2012

A lista da SplashData é feita a partir de vazamentos de arquivos contendo milhões de senhas roubadas publicadas online durante o ano anterior. A empresa aconselha os consumidores ou empresas que usam qualquer uma das senhas da lista a alterá-las imediatamente.

Como fazer senhas mais fortes

De acordo com a SplashData, a dica é usar senhas de oito caracteres ou mais com tipos mistos (letras, números e símbolos). Mas até mesmo senhas com substituições comuns como "dr4mat1c", podem ser vulneráveis à tecnologia cada vez mais sofisticadas dos criminosos, enquanto combinações aleatórias, como "j% 7K & YPX $" podem ser difíceis de lembrar.

Uma maneira de criar senhas mais seguras que são fáceis de lembrar é a utilização de "passphrases", senhas com frases, palavras curtas com espaços ou outros caracteres separando-as. Nesse caso, diz a SplasData, prefira palavras aleatórias em vez de frases comuns. Por exemplo, "cakes years birthday" ou "smiles_light_skip?".

Além disso, evite usar a mesma combinação de nome de usuário e senha para vários sites. É especialmente perigoso usar a mesma senha para sites de entretenimento, seu e-mail, redes sociais e sites de serviços financeiros. Use senhas diferentes para cada novo site ou serviço em que você se inscrever.

E se tem dificuldade para lembrar todas essas senhas, uma opção pode ser usar um aplicativo gerenciador de senhas que organiza e protege as senhas e pode conectá-lo automaticamente em sites. O SplashID Safe, da SplashData, é exemplo, assim como LastPass, 1Password e RoboForm, entre outros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.