Charlie Shrem também é acusado de lavagem de dinheiro

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (27) a prisão de Charlie Shrem, dono do BitInstant, site de compra e venda de bitcoins. Shrem é acusado pelas autoridades americanas de lavagem de dinheiro e envolvimento com o site de drogas Silk Road. Ele foi preso em Nova York e aguardará julgamento.

LEIA MAIS:
Após fechamento do Silk Road, FBI decide futuro de carteira milionária de bitcoins

Segundo as autoridades, Shrem trabalhava em conjunto com Robert Faiella, conhecido como BTCKing, para fornecer bitcoins para os usuários do site de compra e venda de drogas Silk Road. Faiella também foi preso.

Como o bitcoin era a única moeda aceita para comprar drogas no Silk Road, usuários do site compravam moeda de Faiella. Ele, por sua vez, usava o serviço BitInstant, de Shrem, para obter as bitcoins que repassava aos usuários do Silk Road. Shrem se certificava que todas as transações seriam feitas anonimamente, sem chamar a atenção das autoridades.

No comunicado, as autoridades americanas dizem que Shrem também era usuário do Silk Road e comprava drogas por meio do site. Ele é acusado de aprovar pessoalmente os pedidos de Faiella por mais bitcoins e dar descontos para compras de alto valor.

Os investigadores dizem ainda que, há alguns meses, entraram em contato com Shrem porque suspeitavam que seu site estavam sendo usado por usuários do Silk Road. Na oportunidade, Shrem negou as informações. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.