Diferente de serviços de streaming como o Netflix, novo produto do Google vai funcionar como uma "televisão a cabo pela internet"; veja como funciona

Brasil Econômico

YouTube TV pode ser reproduzido em televisões, computadores, smartphones ou tablets
Reprodução/Google
YouTube TV pode ser reproduzido em televisões, computadores, smartphones ou tablets

Recentemente, o Google anunciou o lançamento da YouTube TV. Diferente dos serviços de streaming como o Netflix, a ferramenta vai funcionar como uma "televisão a cabo pela internet", pois o usuário vai assistir programas com trasmissão ao vivo, e não sob demanda.

Leia também: YouTube atinge marca de 1 bilhão de horas de vídeo assistidas por dia

Apesar de parecer algo simples, muitas pessoas tiveram questionamentos em relação ao funcionamento da YouTube TV. Confira abaixo as principais informações sobre o novo recurso e tire suas dúvidas:

1) Reprodução do conteúdo

Para assistir aos canais, o usuário precisa baixar um aplicativo no dispositivo de sua preferência. A ferramenta estará disponível para iOS e Android, além de ter compatibilidade com o Chromecast. Cada usuário pode ter uma conta própria para registrar suas preferências e transmitir as programações para outros dispositivos, como as televisões.

2) Canais

Alguns canais mundialmente conhecidos estarão presentes na programação do novo recurso da plataforma de vídeos do Google, como é o caso de Fox, Disney Channel, ESPN e National Geographic.

Leia também: Galinha Pintadinha chega a 5 bilhões de views e quebra recorde no YouTube

3) Armazenamento

Para que os consumidores consigam assistir a qualquer conteúdo na hora em que desejarem, o Google planejou uma tecnologia de armazenamento ilimitado. Todos os usuários poderão gravar qualquer programa que desejarem, para assistir em um momento mais oportuno. 

Neste caso, não é preciso de um aparelho de televisão para solicitar o armazenamento. O usuário pode fazer a ação pelo celular e assistir o programa em até nove meses, que é o tempo que a empresa deixa a gravação disponível na nuvem.

4) Data de estreia

A nova funcionalidade ainda não tem uma data de estreia oficial. A empresa apenas afirmou que o lançamento deve acontecer nos próximos meses. Alguns sites internacionais projetam que o recurso seja inaugurado até o final da primavera nos Estados Unidos, que acontece no mês de junho. 

Leia também: Canal do YouTube simula tentativa de destruir garras do Wolverine

5) E o Brasil?

Até o momento, o YouTube não falou sobre a intenção de lançar o serviço no Brasil. Por enquanto, apenas os usuários dos principais centros americanos vão receber o produto. A única projeção e de que, em breve, a funcionalidade esteja disponível em todo o país, pois o Google também não se pronunciou sobre o lançamento em outros locais.

    Leia tudo sobre: YouTube