Com suspensão, congressistas terão mais tempo para analisar o assunto

As votações dos projetos de lei SOPA (Stop Online Piracy Act) e PIPA (Protect Intellectual Property Act) foram adiadas nos Estados Unidos. De acordo com o site CNet , o congressista Lamar Smith, autor da SOPA, disse que vai adiar discussões formais sobre o projeto para que outros parlamentares tenham mais tempo para analisar a questão.

A mesma justificativa foi dada pelo senador Harry Reid, que coordena os debates sobre a PIPA. Não há data marcada para que nenhum dos projetos volte à pauta do Congresso dos Estados Unidos.

Leia mais:
Entenda o SOPA e o PIPA
Projetos SOPA e PIPA perdem força nos EUA após protestos
Mais de 300 sites do Brasil protestam contra lei que censura web

A decisão de levantar a bandeira branca ocorre um dia após outros congressitas, como os senadores Marco Rubio e Roy Blunt, retirarem o apoio do projeto. Nesta semana, alguns sites realizaram protestos na internet contra os projetos de lei. 

Smith, autor da SOPA: apoiado por estúdios e na mira de empresas de internet
Getty Images
Smith, autor da SOPA: apoiado por estúdios e na mira de empresas de internet

A Wikipédia tirou do ar a sua versão em inglês por 24 horas, deixando apenas os dizeres: “imagine um mundo sem conhecimento”. O Google colocou uma tarja preta na página inicial na versão americana e no final da página um link que explicava os motivos da empresa de ser contra os projetos de lei.

Os projetos de lei são apoiados pelos estúdios de Hollywood e pela indústria fonográfica. Segundo os apoiadores dos projetos, eles foram concebidos para combater a pirataria online, mas sites e empresas da internet acreditam que a SOPA e PIPA impõem censura no acesso à internet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.