Tamanho do texto

Uma das propostas da agência é direcionar investimentos para expansão da banda larga, no lugar de telefonia fixa e orelhões

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adiou mais uma vez o prazo para a realização de alterações nos contratos de concessão de telefonia fixa referentes ao período de 2016 a 2020. De acordo com resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU), os contratos serão revisados em 31 de dezembro deste ano.

Contratos serão revisados em 31 de dezembro, segundo resolução publicada no Diário Oficial
Divulgação
Contratos serão revisados em 31 de dezembro, segundo resolução publicada no Diário Oficial


No fim do ano passado, a agência havia adiado a data da revisão de 31 de dezembro de 2015 para 30 de abril de 2016.

Em meados de abril, o conselheiro Otavio Luiz Rodrigues Junior, que havia pedido vista do processo no início daquele mês, pediu mais 60 dias de prazo para analisar o assunto. O conselho diretor da Anatel possui duas propostas para a revisão dos contratos: uma delas, apresentada por Igor Vilas Boas de Freitas previa a manutenção da concessão apenas para orelhões; outra, de Rodrigo Zerbone, seria direcionar os investimentos para a expansão da banda larga no País, no lugar da telefonia fixa e dos orelhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.