Tamanho do texto

Abertura para desenvolvedores é mais uma tentativa da Apple de incrementar a experiência dos usuários com o iPhone

Atualmente, a assistente virtual da Apple se comunica com poucos aplicativos
Divulgação
Atualmente, a assistente virtual da Apple se comunica com poucos aplicativos

A Apple abriu sua assistente virtual Siri  para aplicativos de terceiros nesta segunda-feira (13). A decisão pode permitir a usuários de iPhones pedir corridas com o Uber, tocar músicas no Spotify ou fazer chamadas no Skype por comando de voz.

Trata-se de mais uma tentativa da Apple para incrementar a experiência do iPhone, enquanto as vendas de seu produto mais vendido perdem o fôlego. O anúncio foi recebido com entusiasmo por milhares de desenvolvedores na anual Conferência Mundial da Apple para Desenvolvedores (WWDC), em San Francisco.

A Apple também fez uma demonstração da Siri nos computadores Mac, que poderão pela primeira vez fazer buscas por fotos, documentos, músicas e outros arquivos via comando de voz. A Siri também trabalhará de modo similar na Apple TV. A atenção da Apple com a assistente virtual evidencia a aposta das empresas com dispositivos com inteligência artificial que possam conversar com o usuário .

O movimento da empresa em relação à Siri foi amplamente previsto por analistas. "O que você está vendo é uma falta de entusiasmo sobre os aplicativos", disse o analista da empresa de pesquisas de tecnologia Gartner, Brian Blau. "Se um desenvolvedor tiver acesso a seu cliente onde quer que ele esteja, em qualquer dispositivo que estiver, este seria o melhor cenário".