Tamanho do texto

Autoridades da Irlanda do Norte publicaram alertas nas redes sociais e disseram que 'Pikachu ficaria envergonhado'

Caça por Pokemon Go já virou febre nos países onde jogo foi lançado
Jay Janner/AP
Caça por Pokemon Go já virou febre nos países onde jogo foi lançado

A série de atitudes inusitadas – e até "acidentes" – que ocorrem por causa da febre do jogo Pokémon Go  ganha novos episódios a cada dia. Desta vez, a polícia norte-irlandesa relatou um incidente com um homem que se jogou na frente de vários carros enquanto tentava "pegar" o personagem.

"Nesta manhã, já temos registros de um homem se jogando no meio do trânsito na A2, Holywood. Vocês conseguem adivinhar por quê?", escreveu a polícia local em sua página do Facebook.

LEIA MAIS: Mais acessos e menos calorias: curiosidades do Pokémon Go, a nova febre digital

"Não me importo com o quão raro é ver esse Pokémon, ele não vale a sua vida. Pikachu ficaria envergonhado", complementa o post da polícia.

No sábado, a polícia local já havia alertado que pessoas já estavam desrespeitando a lei na tentativa de "pegar todos os Pokemons possíveis". O aplicativo Pokémon Go atualiza a franquia de videogame lançada pela Nintendo há anos. A novidade da nova versão é que ela leva jogadores a procurar monstrinhos nas ruas, museus, parques, dentro de casa e até mesmo no carro.

Publicação da polícia norte-irlandesa alerta para 'perigo' de caça ao Pokemon Go
Reprodução/Facebook
Publicação da polícia norte-irlandesa alerta para 'perigo' de caça ao Pokemon Go

O sucesso é estrondoso. Segundo a companhia de análise de dados Similar Web, o jogo já foi instalado em 5,16% de todos os smartphones com o sistema operacional Android nos Estados Unidos. "Para se ter uma ideia, isso é mais do que o app de encontros Tinder. Na verdade, é o dobro", explica David Lee, correspondente de tecnologia da BBC nos EUA.

LEIA MAIS: Assaltos, cadáver e apps falsos: o que deu errado com o Pokémon Go

Enquanto isso, ao redor do mundo, ele vem causando diversos problemas. O estudante nova-iorquino Mike Shultz, de 21 anos, caiu do patinete enquanto procurava Pikachu e seus colegas. Ele sofreu um corte na mão. A webdesigner Kyrie Tompkins, por sua vez, torceu o tornozelo ao cair depois de receber uma notificação de que havia um pokémon por perto.

"Quando o telefone vibrou, levantei a vista e caí num buraco", disse. Esperava-se que a atualização fosse lançada nesta semana no Brasil, mas ela foi adiada. Por enquanto, ainda não se sabe quando os brasileiros poderão caçar Pokemons nas ruas.