Tamanho do texto

Série dos anos 1960 trazia aparelhos 'absurdos' para a época e que estão no nosso dia a dia; nesta semana, a série de televisão completou 50 anos

Divulgação
"Star Trek trazia aparelhos "absurdos" para a época e que estão no nosso dia a dia

O universo de ficção científica criado por Gene Roddenberry em 1966 se transformou em um fenômeno e objeto de culto no mundo inteiro. Na série,  a tripulação da USS Entreprise se depara com situações que imaginam como seriam e como viveriam os humanos do futuro, em busca de novos mundos e tecnologias.

LEIA MAIS:  A polêmica sobre a decisão da Apple de acabar com a conexão para fones de ouvidos tradicionais no novo iPhone

Meio século depois da transmissão do primeiro episódio, podemos afirmar que muitas das "profecias tecnológicas" da série se transformaram em realidade. Algumas das tecnologias usadas pelo personagem do capitão Kirk (interpretado por William Shatner), Spock (Leonard Nimoy), entre outros, nos mostravam a cada capítulo ideias inovadoras para a época, mas que hoje fazem parte de nosso cotidiano. Outras, como o teletransporte, continuam sendo ficção.

Veja abaixo algumas das previsões corretas de Star Trek para o futuro:

1. O telefone celular

O telefone celular é provavelmente a invenção mais famosa que Star Trek conseguiu prever.

O inventor do aparelho, Martin Cooper, reconheceu abertamente que teve a ideia assistindo a um dos capítulos da série.

LEIA MAIS:  Filtros e cores no Instagram podem revelar indícios de depressão, diz estudo

O episódio mostrava o capitão Kirk se comunicando com o resto da tripulação através de um intercomunicador, um aparelho que podia ser aberto e que permitia que ele falasse com o interlocutor apenas chamando-o pelo nome.

Na década de 1960 estes "comunicadores" - que hoje chamamos de celulares -  não passavam de ficção científica. Mas em 1973 foi feita a primeira chamada através de um telefone móvel. E agora este aparelho se transformou em uma ferramenta indispensável em nossas vidas.

LEIA MAIS: Tênis feito de lixo marinho e abrigo desmontável para refugiados: Museu do Design escolhe melhores projetos do ano

2. O computador pessoal

Na época da estréia de Star Trek os computadores eram enormes e seus preços exorbitantes.

A ideia de poder ter um computador pessoal que poderia ser usado todo dia era completamente absurda.

Mas Roddenberry criou um mundo no qual os computadores eram fundamentais para muitas atividades da vida cotidiana e estavam nas salas de reuniões e onde mais uma pessoa pudesse precisar.

A série mostrava os PCs de escritório e de uso pessoal, bem maiores do que os que conhecemos hoje. Mas já antecipando um futuro ainda distante.

Hoje o computador pessoal é menor e comum no trabalho e nas casas. Além disso, evoluiu com o tempo até não depender mais de cabos, algo que Star Trek também previu.

3. O tablet

O capitão Kirk, Spock e outros personagens apareceram em alguns episódios usando um aparelho muito parecido com o que hoje conhecemos como tablet.

Os tripulantes da USS Enterprise usavam um lápis de plástico, semelhante à caneta que se usa em alguns modelos de tablets. E, claro, o tablet de Star Trek também tinha tela sensível.

O primeiro tablet foi lançado no mercado apenas em 1989, mas sem muito sucesso. Duas décadas mais tarde foi lançado o iPad, da Apple.

4. Tomografia e ressonância

Outro membro da tripulação da USS Enterprise, o dr. McCoy, tinha um pequeno dispositivo que era capaz de realizar um diagnóstico sem precisar fazer cirurgias no corpo de uma pessoa.

O aparelho portátil foi uma espécie de previsão da criação da tomografia computadorizada, da ressonância magnética e de outros tipos de aparelhos de diagnóstico por imagens.

É claro que, na série, o aparelho cabia na palma da mão do dr. McCoy. Hoje estas máquinas de diagnóstico por imagens são enormes, mas o funcionamento é praticamente idêntico.

McCoy também tinha um "tricorder", um dispositivo portátil para escanear e analisar dados médicos, fazendo diagnósticos completos em alguns segundos.

Este aparelho ainda não existe, mas pesquisadores estão há anos trabalhando para sua criação.

5. O GPS

Viajar em Star Trek era possível através de teletransporte, entre outros meios. Ainda não conseguimos viajar deste jeito, não somos capazes de nos desmaterializar e teletransportar, mas usamos uma tecnologia parecida a do teletransporte para chegar a determinados lugares.

O GPS usa sistemas de localização bem semelhantes aos usados pela máquina futurista idealizada por Roddenberry na década de 1960.

6. As memórias USB

Acumular dados em um dispositivo pequeno era uma ideia muito distante na década de 1960.

Na nave de Star Trek os tripulantes usavam pequenos discos quadrados e planos de 7 centímetros. Eles eram inseridos no computador central e serviam exatamente para guardar dados.

Hoje usamos memórias USB que permitem o armazenamento de documentos, fotos, vídeos e todo tipo de dado. E, da mesma maneira que Spock costumava fazer com seus discos na USS Enterprise, encaixamos a memória USB em pequenas entradas no computador.

7. Telas planas gigantes

Os monitores dentro da USS Entreprise eram telas planas e grandes. Este conceito foi revolucionário em uma época em que as telas dos aparelhos de televisão das casas tinham um tamanho reduzido e eram curvas. Agora as televisões têm telas planas e finas e estão cada vez maiores.

De novo, a realidade superou a ficção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.