Tamanho do texto

Em conjunto com o iTunes, leitor contribuiu com a transição entre a música analógica e a digital; aparelho chegou a ser vendido por R$ 20 mil no eBay

O iPod, player de músicas, vídeos e aplicativos, completa 15 anos no próximo domingo (23). A criação da Apple levaria pouco tempo para mudar a história da música. Ainda que o período seja relativamente pequeno, a tecnologia dos dias atuais e a forma de consumir música são bem diferentes do que estava ao alcance dos usuários quando o aparelho foi lançado.

Com 5 GB de armazenamento, iPod Classic foi apresentado por Steve Jobs em 2001 como
Pixabay
Com 5 GB de armazenamento, iPod Classic foi apresentado por Steve Jobs em 2001 como "uma biblioteca inteira, pessoal"

Cerca de oito meses antes do iPod ser apresentado, a Apple anunciava o iTunes, loja de música online, que facilitaria a transição entre a música analógica e a digital. Em conjunto, o aparelho e o serviço contribuiram com o combate de serviços de downloads ilegais e abriram, mesmo que por acaso, caminho para os serviços de streaming atuais, como Spotify e Deezer.

+ Como transferir músicas do iPod para o computador usando o iTunes

Apesar de ser um inovador para sua época, o primeiro iPod tinha capacidade de apenas 5 GB. "Uma biblioteca inteira, pessoal, porque nós amamos a música", disse Jobs ao apresentar o gadget em 2001. Anos depois, surgiram versões como o "Shuffle", que permite misturar os arquivos armazenados para criar playlists com ordem aleatória, e o "Touch", que atualmente conta com cerca de 128 GB e é parecido com um celular, mas não faz ligações. O aparelho permite, não apenas ouvir música, mas também ler livros, tirar fotos e usar diversos aplicativos.

A transição para a música digital com os produtos da Apple ainda deu um duro golpe em serviços como o Napster, que permitia baixar músicas ilegalmente, antes de se tornar uma plataforma de streaming com assinatura mensal. Desde junho de 2015, a empresa seguiu para o mesmo caminho ao lançar o Apple Music, serviço de streaming  para competir com plataformas já estabelecidas como o Spotify e o Google Play Música .

Item de colecionador

Em 2014, a Apple anunciou que encerraria a fabricação da versão clássica  do iPod. O comunicado fez os preços do aparelho dispararem. Em novembro daquele ano, o player foi vendido na internet por US$ 90 mil (cerca de R$ 312 mil), de acordo com informações da Terapeak, empresa que segue tendências no site de leilões eBay.

Outros exemplos de vendas lucrativas no site: um iPod com 20 GB de armazenamento chegou a R$ 7.999 (mais de R$ 27 mil) e outro, com 10 GB, alcançou US$ 2,5 mil (cerca de R$ 8,6 mil). "Se você tem um iPod Classic em bom estado na sua coleção, pode ser que você tenha em mãos algo muito valorizado", diz Aron Hsiao, especialista da Terapeak, no blog da empresa.

* Com informações da Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.